Construção da nova rodoviária ainda empaca na burocracia licitatória


Porto Velho, RO - O sonho do portovelhense de ter, enfim, uma rodoviária de respeito e se desfazer de vez do lixo que recebe quem entra e sai da capital rondoniense, ainda esbarra na burocracia. Dinheiro tem. São, já à disposição, nada menos do que 20 milhões de reais. Outros 10 milhões poderão ser acrescidos, caso necessário. Então, o que está, mais uma vez, atrasando o início das obras de construção da nova Rodoviária de Porto Velho são os entraves burocráticos e o processo licitatório.

Durante anos, uma disputa entre Governo e Prefeitura, impediam que houvesse avanço nesta questão. Mesmo depois que a deputada federal Mariana Carvalho conseguiu liberar emendas, com o dinheiro necessário para a obra, tudo continuou na mesma, até que a aproximação do governador Marcos Rocha com o prefeito Hildon Chaves, encurtassem os caminhos. 

Agora, a reconstrução da Rodoviária está sob responsabilidade da Prefeitura. Empaca, contudo, o início da construção, a mesma burocracia infernal de sempre. O projeto já está pronto, mas ainda falta a realização de uma licitação e todos os trâmites e demoras que uma obra deste tamanho significa. Se dependesse do prefeito Hildon Chaves, que almeja ver a obra pronta o mais rápido possível, ela já estaria andando. 

Projeto da nova rodoviária de Porto Velho

A nova Rodoviária, de dois pisos e com um projeto arrojado, que vai mudar completamente a cara feia daquela região da cidade, pode começar ainda este ano ou só no ano que vem, dependendo da rapidez ou da morosidade com que os trâmites burocráticos serão cumpridos.

Por Sérgio Pires
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem