Sem novos casos e leitos ociosos, Roraima decreta ‘calamidade pública’

Antonio Denarium, governador em Roraima.

Porto Velho, RO
- A Assembleia Legislativa de Roraima aprovou “estado de calamidade pública”, em razão da pandemia de Covid-19, mesmo com redução de mais de 90% dos casos da doença em todo o Estado.

O projeto foi enviado pelo governador Antonio Denarium (PP) e aprovado pelos aliados na Assembleia.

Na maior parte dos casos, a decretação da “calamidade pública” é um truque que permite ao gestor público promover compras milionárias sem licitação, sem limites e sem controle. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O “estado de calamidade” duvidoso de Roraima valerá até 31 de dezembro, incluído, claro, a campanha eleitoral deste ano.

Boletim datado de quinta (31), da secretaria da Saúde, informa que o Hospital Geral de Roraima não registrava internações havia três dias.

Também de acordo com boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de Roraima, todos os leitos de UTIs para Covid estão desocupados.

Fonte: DP Redação
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem