“Crimes de corrupção deveriam ser imprescritíveis”, afirma Moro

 

“Manobras jurídicas enterraram de vez o caso do Triplex de Lula”, afirmou o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro.| Foto: Rodrigo Sierpinski/Gazeta do Povo

Porto Velho, RO - O ex-juiz Sergio Moro, pré-candidato à Presidência pelo Podemos, se manifestou sobre a decisão do Ministério Público Federal que nesta terça-feira (7) se posicionou pelo arquivamento da ação envolvendo o ex-presidente Lula no caso do tríplex do Guarujá, processo julgado pelo próprio Moro em 2018 na Lava Jato.

Segundo o ex-juiz, manobras jurídicas enterraram de vez o caso. Ele defendeu também que crimes de corrupção deveriam ser imprescritíveis em virtude dos danos causados para a sociedade. 

“Manobras jurídicas enterraram de vez o caso do Triplex de Lula, acusado na Lava Jato. Crimes de corrupção deveriam ser imprescritíveis, pois o dano causado à sociedade, que morre por falta de saúde adequada, que não avança na educação, jamais poderá ser reparado”, afirmou Moro.

Fonte: Por Gazeta do Povo, 07/12/2021
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem