O DIA NA HISTÓRIA 05 DE JULHO!



HOJE É: Dia Mundial da Capoeira. Dia Mundial do Biquini. Católicos lembram Santo Antônio Maria Zaccaria.

RONDÔNIA: 2011 - A presidente Dilma Roussef assina em Porto Velho o Projeto de Emenda Constitucional (PEC), pelo qual a União se responsabiliza por uma parcela dos servidores do Estado. 2019 – Falece em Porto Velho o professor, historiador e jornalista Abnael Machado de Lima, Doutor Honoris Causa – Unir, membro fundador da Academia de Letras de Rondônia (N. 1932).

BRASIL: 1914 – Em 4h40 o aviador Eduardo Pacheco Chaves fez o 1º voo entre São Paulo e Rio de Janeiro. 1922 - Início da Revolta dos 18 do Forte de Copacabana. 1924 – Levante Revolucionário em São Paulo, o que gera a Coluna Prestes. 1982 – O Brasil perde (2x3) da Itália, é eliminada da Copa do Mundo.

MUNDO: 1687 — Isaac Newton publica “”Princípios Matemáticos da Filosofia Natural”. 1865 - Fundação do Exército da Salvação. 1937 — Spam, a carne pré-cozida e enlatada, é introduzida no mercado. 1946 — Em um desfile de moda em Paris o mundo conhece o biquíni. 1996 — A ovelha Dolly torna-se o primeiro mamífero clonado de uma célula adulta.

FOTO DO DIA: Ano de 1976 - Casas da construtora Andrade Gutierrrez, na Avenida Kennedy, entre as ruas Benjamin Constant e Álvaro Maia, residências dos trabalhadores da construção da rodovia BR-319 (observe as famílias sentadas nas portas das casas sem ter como sair). O trecho entre as avenidas Abunã e Pinheiro Machado ficava inteiramente alagado a cada chuva mais forte, o que acontecia muitas vezes nos invernos, de fim de abril à metade de novembro. A região a partir daquelas casas, no sentido da atual zona leste, era praticamente inabitada. A Kennedy tinha o piso de barro e, no verão, a passagem de um simples caminhão levantava uma imensa nuvem de poeira, para desespero de quem pretendia manter casas limpas ou roupas brancas impecáveis. Mais tarde a Avenida Kennedy, por lei do vereador Lucivaldo Souza, passou a ser denominada Avenida Jorge Teixeira. (F. Lúcio Albuquerque. Colorizada por Luís Claro).

Fonte: Por Lúcio Albuquerque
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem