Grupo de Expedito Junior está cada vez mais perto de Léo Moraes em Rondônia

Veja a íntegra da coluna redigida pelo jornalista Waldir Costa


Porto Velho, RO
 - As lideranças políticas do Estado estão acelerando os contatos na capital e no interior em busca de apoio e de nomes em condições de concorrer nas eleições deste ano. Em Vilhena o empresário Jaime Bagattoli, do PL é pré-candidato a senador, cargo que ele disputou em 2018, na época no PSL. Apesar de somar 230.077 votos, 18.284, a menos que Confúcio Moura (MDB). Ficou na terceira colocação e perdeu a segunda vaga. Estavam em disputa duas das três cadeiras de Rondônia ao Senado. Este ano temos somente uma vaga, ocupada pelo senador Acir Gurgacz, que está inelegível. Bagattoli provocou até um “racha” na parceria de o senador Marcos Rogério, presidente regional do PL, pré-candidato a governador, com o PSD, presidido em Rondônia pelo deputado federal Expedito Netto, que tem o pai, o ex-senador Expedito Júnior, uma das lideranças políticas do Estado como pré-candidato a senador.

Senado II – Nas eleições de 2018, Júnior concorreu a governador, pelo PSDB, partido que ele comandou no Estado durante anos. Venceu no primeiro turno, mas foi derrotado no segundo, pelo atual governador, Marcos Rocha (União Brasil), na época no PSL, que se beneficiou com a liderança de Jair Bolsonaro, que se elegeu presidente da República. A expectativa para as eleições deste ano era uma parceria entre Júnior (senador) e Rogério (governador), mas como Marcos Rogério já se manifestou pela pré-candidatura de Bagattoli, que é do seu partido, ao Senado, a parceria entre PL e PSD ficou comprometida. Quem está batendo palmas pelo “racha”, PL e PSD é a deputada federal Mariana Carvalho, do PRB, que é pré-candidata ao Senado.

PSD/Podemos – Crescem as possibilidades de uma parceria entre o PSD e o Podemos na disputa pelo governo do Estado e pela vaga ao Senado em Rondônia. Os deputados federais Expedito Netto e Léo Moraes, presidentes regionais do PSD e Podemos, respectivamente, estariam dispostos a formatar uma chapa majoritária com Léo de pré-candidato ao governo e de Expedito Júnior, ao Senado faltando definir o vice. Esta semana, após uma longa novela, a Frente Democrática (PT, PSB, PCdoB, PV, Solidariedade, Rede e Psol) apresentou a chapa majoritária de pré-candidatos, com Vinícius Miguel (PSB), ao governo; Anselmo de Jesus (PT) de vice, e Daniel Pereira (Solidariedade), ao Senado. É bem provável, que o PSD e Podemos ajustem uma parceria nas eleições deste ano com chapas majoritárias e proporcionais bastante competitivas. As negociações estão avançadas.

Reeleição – O deputado estadual Luizinho Goebel (PSC-Vilhena), líder do governo na Assembleia Legislativa (Ale) foi o terceiro mais bem votado nas eleições de 2018, quando obteve 16.999 votos e foi reeleito para o quarto mandato. Este ano Luizinho é pré-candidato à reeleição e faz dobradinha com o pré-candidato a deputado federal, Evandro Padovani, ex-secretário de Estado da Agricultura. Padovani concorreu à Câmara Federal nas eleições de 2018 e somou 26.656 votos ficando como suplente. As convenções partidárias para escolha dos candidatos às eleições gerais de outubro próximo ocorrerão no período de 20 deste mês de julho a 5 de agosto. Goebel e Padovani já percorrem o Estado mantendo contato com lideranças regionais em busca de apoio para a disputa eleitoral deste ano.

Ariquemes – O Procon poderia atuar em Ariquemes e checar o assalto ao bolso do consumidor na rede hoteleira do município, onde será realizada no período de 23 a 31 deste mês a Expoari, uma das mais importantes mostras do gênero do Norte do País. Num mesmo hotel, o hóspede tem que pagar preços alternados, não importando se tenha feito a reserva, paga, por vários dias. Para uma hospedagem de solteiro, por exemplo, num período de cinco dias, a pessoa paga de R$ 170 a R$ 320 caracterizando cartelização e abuso. No comércio é legal a prática da oferta e da procura, mas a situação hoteleira em Ariquemes é caso de polícia, pelos valores absurdos cobrados pela estadia no mesmo quarto, mas com preços alternados. O problema ocorre na maioria das cidades de Rondônia onde acontecem feiras-exposições, que não foram realizadas nos últimos dois anos, devido a pandemia. Mas não é justo a cobrança extorsiva por hospedagens no período da Expoari.

Respigo
O sindicalista Raimundo Nonato, mais conhecido como Raimundo da CUT, será empossado no próximo dia 9, na Comissão de Saúde do Trabalhador e Trabalhadoras do Conselho Estadual de Saúde de Rondônia. Raimundinho representará a CUT na comissão +++ É risível, porém preocupante o edital para duplicação de 113 quilômetros da BR 364, do trecho de 700km que liga Porto Velho a Vilhena. O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) criticou o Dnit pelo edital de concessão, e quer discutir o assunto com a comunidade +++ A concessão de 30 anos, prevê o início da duplicação somente depois de cinco anos da cobrança de pedágio nas oito praças no trecho. A previsão é abrir o edital no final do ano, mas a situação deve –e tem– que ser revista.

Fonte: Rondoniadinamica
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem