Doria aponta golpe interno no PSDB e avisa que não abre mão da candidatura

João Doria (PSDB) na Marcha dos Prefeitos

Porto Velho, RO - O ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) lembrou em carta ao presidente nacional do seu partido, Bruno Araújo, ter sido escolhido pelas prévias do seu partido, em novembro, e que se recusa a abrir mão dessa posição.

“O jogo foi decidido na bola”, afirmou Doria, “não cabendo qualquer modificação do seu resultado no tapetão”.

Na carta, Doria transcreve documento assinado pelo próprio Bruno Araújo, datado de 31 de março, no qual ele afirma que o candidato do PSDB “é o governador de São Paulo, João Doria, “escolhido democraticamente em prévias nacionais”.

Nesse documento, Bruno Araújo, cujo candidato foi derrotado na votação dos filiados, afirmou categoricamente que “as prévias serão respeitadas pelo partido” e que ex-governador “tem a legenda para disputar a presidência da República”. O candidato de Araújo era Eduardo Leite, ex-governador do Rio Grande do Sul.

Apesar disso, o presidente nacional do PSDB é acusado de conspirar contra o candidato eleito nas prévias, negociando com os demais partidos da terceira via formas de escolher outro nome. Na carta, Doria afirma que o comportamento de Bruno Araújo muda a cada semana, “criando insegurança jurídica.

Bruno Araújo convocou reunião da executiva do PSDB para “debater” a carta de Doria

Fonte: Por Cláudio Humberto
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem