AGRONEGÓCIO Recursos ilimitados para a Rondônia Rural Show; A piscicultura empacou; Vontade em superar as crises

A íntegra da coluna redigida pelo jornalista José Luiz Alves

Recursos ilimitados para a Rondônia Rural Show

Porto Velho, RO - Os produtores rurais e empresários que participam da 9ª Rondônia Rural Show, podem contar com o apoio do Banco do Brasil no que precisar para aquisição de máquinas, implementos ou custeio das propriedades, de acordo com informações da Superintendente, em exercício da instituição, Olivete Vieira, ao participar do programa “Campo e Lavoura” na Rede TV! Acentuando que os recursos são ilimitados, para esta que é a maior feira de agronegócios da região Norte. Olivete Vieira frisou que mais uma vez, o Banco do Brasil estará participando como parceiro da 9ª Rondônia Rural Show, uma vez que nos últimos seis meses liberou para o agronegócio no estado recursos na ordem de R$ 705 milhões.



Redução do ICMS para bezerros

Depois de um mês Assembléia Legislativa aprovou o decreto assinado pelo governador Marcos Rocha reduzindo para 4% o ICMS no preço para aquisição de bezerros no estado. De acordo com Hélio Dias, presidente da Federação de Agricultura de Rondônia (FAPERON), o decreto do governador Marcos Rocha regulamenta e facilita a recuperação no valor da arroba do boi gordo, reorganizando e beneficiando os pecuaristas. Esse decreto foi sacramentado depois de muito dialogo entre o poder executivo, os pecuaristas e instituições que representam o setor produtivo. O dialogo ainda é o melhor caminho para superar crises.



O rebanho cresceu

Com 16,200 milhões de cabeças de bovinos, com excesso de ofertas e retrocesso na aquisição no consumo da carne, no mercado interno e exportações em baixa, os pecuaristas vinham amargando prejuízos. Um levantamento realizado pela Federação de Agricultura e Pecuária de Rondônia (FAPERON) revela que o rebanho cresceu significativamente, e, que a redução no ICMS nos valores dos bezerros equilibrará o preço na arroba da carne.

Empacou



Com mais de 4 mil empreendimentos na área de piscicultura no estado de Rondônia e muitas discussões sobre o que pode e não pode, envolvendo as áreas ambientais, a lei que regulamenta este setor continua empacada desde o começo do ano. Na prática não existe é vontade política, basta pesquisar as legislações de Mato Grosso, Tocantins, Goiás e outros estados, que com certeza absoluta será encontrada uma solução, o que não é justo um setor importante para economia regional permanecer engessado.

Nova feira



A diversidade de expositores, o apoio do governo do estado, por meio da Secretaria de Agricultura, na organização deste evento que pode até ser considerado como uma “Nova feira” de agronegócios, inovações e avanços, marcará época na história deste estado. A 9ª Rondônia Rural Show, pelo esforço dos organizadores, assim como, à vontade em superar as crises que se avolumaram nos últimos dois anos, vai gerar resultados altamente positivos.

Perdendo fôlego

A verdade nua e crua revelando que pela primeira vez desde a implantação do Plano real, o valor do salário mínimo perde o poder de aquisição, começou a provocar inquietações nos setores da economia, tanto no campo, quanto nas áreas urbanas. À noticia sacudiu o cenário nos meios políticos e econômicos que tentam explicar que os motivos foram à pandemia da Covid-19, a queda na produção agrícola pelas ausências de chuvas em algumas regiões, a guerra no Leste Europeu e por vai. Como diria o poeta: “a muleta é a desculpa do aleijado”.

Até a próxima

Estou de malas prontas, vou para a 9ª Rondônia Rural Show, com objetivo de produzir matérias mostrando a importância deste evento para o estado de Rondônia. Acompanhe o nosso trabalho aqui pelo Site Rondoniadinamica, para ficar bem informado sobre tudo o que vai ocorrer neste que já é considerado o maior vento de agronegócio na região Norte.

Fonte: Por José Luiz Alves
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem