Bradesco eleva projeção do PIB do Brasil em 2022

 Estimativa de expansão da economia foi de 1% para 1,5% neste ano

Em relação ao câmbio, o Bradesco manteve a projeção de R$ 5,10 para o dólar no fim de 2022 e de 2023 | Foto: Divulgação/Pixba
Porto Velho, RO - O humor dos analistas com a economia brasileira neste ano tem melhorado. O Bradesco anunciou na manhã desta segunda-feira (9) que vai elevar a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano pela terceira vez seguida.
A estimativa de expansão da economia foi de 1% para 1,5% em 2022. A projeção se manteve em 0,5% para 2023.
A equipe de análise do banco, liderada pelo economista Fernando Honorato, elevou, no entanto, de 6,9% para 7,5%, a previsão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 12 meses até dezembro.
De acordo com Honorato, a atividade doméstica e a inflação “têm se mostrado mais resilientes do que o esperado”, o que motivou as revisões. “A inflação atrapalha o crescimento do PIB e retira renda real do trabalhador.”
“Mas o que está fazendo crescer o PIB agora é o emprego melhor do que o esperado, as commodities em alta ajudando empresas do setor e os estímulos do governo, como o saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço)”, explicou Honorato.
Em relação ao câmbio, o Bradesco manteve a projeção de R$ 5,10 para o dólar no fim de 2022 e de 2023.
Fonte: Revista Oeste
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem