BOLSOMUSK Depois do Twitter, Elon Musk mira a Amazônia

Elon Musk. Foto: Divulgação/SpaceX


Porto Velho, RO - O bilionário e empresário Elon Musk, dono da SpaceX e Tesla, deve se encontrar nesta sexta-feira (20) com o presidente Jair Bolsonaro (PL), em um hotel no interior de São Paulo.

A informação é do ministro das Comunicações, Fábio Faria.

Na pauta do encontro está a Amazônia.

Empresários e ministros de estado também devem participar. Nesta sexta-feira de manhã, a hashtag #BOLSOMUSK estava entre os trending topics do Twitter.

Na tradicional live semanal, nesta quinta-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre o assunto, mas não citou o bilionário.

“Tenho encontro amanhã com uma pessoa muito importante que é reconhecida no mundo todo e vem para cá oferecer ajuda à nossa Amazônia”, afirmou Bolsonaro.

No início deste ano, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) concedeu o direito de exploração no Brasil de satélite estrangeiro não-geoestacionário de baixa órbita para a Starlink, sistema de satélites da SpaceX, empresa de Musk.

Com a decisão, a companhia do bilionário pode oferecer serviço de satélite em todo o território brasileiro, inclusive a Amazônia, com direito de exploração até 2027.

A autorização da Anatel aconteceu depois de um encontro, em novembro de 2021, de Fábio Faria com Elon Musk, nos Estados Unidos.

“Em breve, Elon Musk estará no Brasil para conectarmos as escolas rurais e protegermos a Amazônia utilizando a tecnologia da SpaceX/Starlink”, disse o ministro, depois do encontro.

Fabio-Faria-e-Elon-Musk

Foto: Reprodução/Twitter

Além do governo federal, o governo do Amazonas afirmou que mantém contato com o bilionário, que manifestou interesse em iniciar operações da Starlink no estado.
Elon Musk

Eleito pela revista “Time” como a “Personalidade do Ano” em 2021, Elon Musk é o homem mais rico do mundo e tem um patrimônio avaliado em US$ 273 bilhões (R$ 1,3 trilhão), segundo ranking da Bloomberg.

Nas últimas semanas, Musk voltou a aparecer na mídia, depois do anúncio de aquisição da rede social Twitter, que ainda não foi finalizada.

Apesar o anuncio da compra da plataforma por US$ 44 bilhões, o que gerou polêmica em todo o mundo, o empresário declarou recentemente que suspendeu o processo de aquisição caso a rede social não prove que menos de 5% de contas são falsas.

Elon Musk também entrou no conflito entre a Ucrânia e a Rússia, ao disponibilizar satélites para que o governo ucraniano possa manter o sistema de telecomunicações.

Fonte: Canal Rural
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem