Rondônia começa a preparar desfile cívico para comemorar 200 anos da Independência do Brasil

 

Porto Velho, RO - Um grande evento, uma data histórica ímpar para o Brasil, acabou sendo praticamente esquecida até agora, engolida por temas como a eleição presidencial, a divisão política do país, a pandemia e a guerra da invasão da Rússia contra a Ucrânia. Mas, os 200 anos da Independência começam, enfim, a fazer parte dos nossos planos para 2022. 

Faltando quatro meses e meio para o 7 de Setembro, quando vamos festejar o segundo centenário do Grito do Ipiranga, o governo do Estado começa a planejar uma série de eventos, a partir da coordenação da Casa Militar e com apoio de praticamente todas as demais secretarias. O lançamento do programa comemorativo foi na última quarta-feira, dia 13 e ele vai se estender até o dia da Independência, quando, depois de dois anos (a pandemia não permitiu), está sendo projetado um gigantesco desfile cívico-militar, como poucas vezes Rondônia assistiu. 

O governador Marcos Rocha participou, pessoalmente, do evento que abriu as comemorações, na Escola Tiradentes, onde ele foi diretor. Rocha se emocionou com a recepção dos estudantes e acabou tendo que abrir uma sessão de autógrafos, depois da solenidade, tantos eram os pedidos, principalmente das crianças. Para lembrar um pouco, no centenário do 7 de setembro, em 1822, o Brasil realizou uma exposição histórica, para mostrar suas potencialidades, entre grandes eventos da época. 

Já no Sesquicentenário, em 1972, auge do regime militar, o grande destaque foi um gigantesco desfile militar em São Paulo, com a presença de mais de 18 mil representantes das Forças Armadas. O desfile foi assistido por uma multidão. Agora, nos 200 anos, no auge da democracia, espera-se, em todo o país, festas marcantes e inesquecíveis.

Fonte: Sérgio Pires

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem