China eleva importações de trigo em 95% no mês de março

Enquanto as importações de trigo seguem em alta, o volume de soja adquirido foi 18% menor em março

Soja no porto exportação, portos

Porto Velho, RO - As importações chinesas de trigo somaram 870 mil toneladas em março de 2022, aumento de 95,1% na comparação com março de 2021 de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (18), pelo Departamento de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês). Em termos de valores, as importações de trigo no período totalizaram US$ 329 milhões, alta de 141,4% ante igual mês do ano passado. Nos três primeiros meses do ano, a China importou 3,05 milhões de toneladas do cereal, aumento de 4,6% na comparação anual.

Ainda segundo a Gacc, a China importou 6,35 milhões de toneladas de soja no terceiro mês do ano, recuo de 18,2% ante igual período do ano anterior. Em termos de valores, as importações de soja no período totalizaram US$ 3,981 bilhões. No primeiro trimestre, as importações somaram 20,28 milhões de toneladas, 4,2% menos do que o registrado no ano passado. Em relação ao derivado da oleaginosa, os chineses importaram 20 mil toneladas de óleo de soja, uma queda de 21,1% na comparação com março do ano passado. Em termos de valores, houve uma redução de 5,7% em março, para US$ 26,92 milhões. Entre janeiro e março, as importações recuaram 70,6%, para 80 mil toneladas.

Já as importações chinesas de milho alcançaram 2,41 milhões de toneladas em março, volume 25% superior ao registrado em igual mês de 2021. O valor corresponde a US$ 779 milhões, alta de 56,2% ante março do ano passado. No primeiro trimestre, as importações de milho somaram 7,1 milhões de toneladas, aumento de 5,5% ante igual período do ano passado.

De lácteos, 270 mil toneladas foram importadas pela China no terceiro mês do ano, 30,2% a menos do que foi registrado em igual período do ano anterior. Em três meses, as importações foram de 1,01 milhão de toneladas, queda de 11,7% na comparação anual. As importações chinesas de açúcar somaram 120 mil toneladas em março, baixa de 38,2% ante o registrado no ano anterior. No trimestre, o volume caiu 24,6%, para 940 mil toneladas.

As compras de fertilizantes do país asiático foram de 800 mil toneladas, queda de 36,5% ante março de 2021. No primeiro trimestre, as importações somaram 2,44 milhões de toneladas, recuo de 17% ante igual período do ano passado.

Para a carne bovina, as importações chinesas totalizaram 210 mil toneladas em março de 2022, queda de 6,9% ante igual período do ano anterior. No trimestre, foram reportadas compras de 520 mil toneladas, queda de 16,5% em relação a 2021. De carne suína, os chineses importaram 230 mil toneladas no terceiro mês do ano, queda de 60,1% na comparação com o ano passado. Entre janeiro e março, as importações cederam 53,5%, para 690 mil toneladas.

Fonte: Canal Rural
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem