STJ arquiva inquérito que investigava procuradores da Lava Jato

O ex-procurador Deltan Dallagnol comemorou a decisão: “Tentaram sequestrar a narrativa e reescrever a história, mas não conseguiram.”| Foto: Gazeta do Povo

Porto Velho, RO - O Superior Tribunal de Justiça (STJ) arquivou um inquérito contra membros da força-tarefa da Lava Jato que apurava uma suposta tentativa de intimidação dos ministros do Tribunal por parte dos procuradores. As investigações foram abertas a pedido do próprio STJ no ano passado, após o vazamento de mensagens obtidas durante a Operação Spoofing.

De acordo com decisão do presidente do STJ, ministro Humberto Martins, não foram encontrados indícios de conduta criminosa por parte dos procuradores. “Conforme apurado nos presentes autos, de plano, afirmo que não ficou configurada, até o presente momento, a existência de indícios de autoria e de materialidade de condutas delitivas por parte de agentes públicos detentores de foro no Superior Tribunal de Justiça, não obstante todas as medidas adotadas como acima relatado. 

Ressalte-se que foram expedidos inúmeros ofícios a diversas instituições públicas com o objetivo de coleta de indícios de prática delitiva”, diz Martins em despacho.

“Das informações prestadas pelas autoridades estatais não se verifica a existência de indícios suficientes de autoria e de materialidade de eventuais crimes, o que induz à convicção de que o arquivamento do presente inquérito é medida que se impõe.”

O ex-procurador Deltan Dallagnol comemorou a decisão nas redes sociais. “A cada dia que passa, as teses Vaza Jatistas são derrubadas e desacreditadas diante da conclusão de que a operação Lava Jato atuou dentro da lei, com base em fatos e provas. Vitória da sociedade. Tentaram sequestrar a narrativa e reescrever a história, mas não conseguiram”, escreveu.

Também pelas redes sociais, o ex-juiz Sergio Moro afirmou que as mensagens hackeadas e divulgadas publicamente só ajudaram a soltar bandidos e a prejudicar o combate à corrupção no Brasil. “A grande verdade é que com todo o circo da Farsa Jato, eles nunca conseguiram demonstrar que um inocente sequer foi condenado na Lava Jato ou que alguém foi incriminado injustamente. Glenn e sua turma só ajudaram a soltar bandidos e a prejudicar o combate à corrupção no Brasil”, declarou.

Fonte: Por Gazeta do Povo

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem