SINTERO busca audiência com Casa Civil para tratar da implantação do Piso do Magistério



Na oportunidade, foi justificado que a reunião teve que ser adiada em razão do cumprimento da quarentena de um dos representantes do órgão

Porto Velho, RO
- A Direção do Sintero, representado pela presidenta Lionilda Simão, a secretária-Geral, Dioneida Castoldi e a secretária de Formação Sindical, Neira Cláudia Cardoso Figueira, esteve nesta quarta-feira (09/02), na Casa Civil de Rondônia para buscar audiência sobre a implantação do Piso do Magistério de 2022, valorização aos técnicos e técnicas educacionais, bem como ao atendimento dos demais itens da pauta da categoria, que foi previamente confirmada pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), mas que não ocorreu até o momento.

Na oportunidade, foi justificado que a reunião teve que ser adiada em razão do cumprimento da quarentena de um dos representantes do órgão que fará parte das discussões com o sindicato e a Seduc.

O Sintero ressaltou que compreende o imprevisto, mas que os trabalhadores e trabalhadoras em educação estão iniciando o ano letivo sem respostas ou propostas de valorização, o que tem gerado grande insatisfação da categoria. Por isso, reiterou o pedido protocolado anteriormente.

Em resposta, a Casa Civil garantiu que a pauta da categoria já foi discutida e priorizada, dependendo apenas do término do período de isolamento para que o Sintero seja notificado com a data da reunião.

"Com o anúncio do reajuste do Piso do Magistério em 33,24% e da ausência de políticas de valorização aos técnicos/as educacionais, queremos uma posição diante das nossas reivindicações. Foi assegurado pela Casa Civil que na próxima semana seremos recebidos formalmente para tratar sobre o assunto”, disse Lionilda Simão.



Fonte: Por Sintero
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem