Na PGR, Lindora chefia investigação da ‘rachadona’ de Alcolumbre



Ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre. Foto: Marcos Brandão

Porto Velho, RO - A investigação sobre acusação de “rachadona” contra o ex-presidente do Senado Davi Alcolumbre segue caminho natural na PGR, apesar de a imprensa não falar mais no caso.

A fase de instrução inclui diligências e tomada de depoimentos das pobres mulheres da periferia de Brasília recrutadas para que aceitassem ser contratadas para “trabalhar” por salários de R$14 mil mensais, desde que devolvessem 90% do valor.

Eu não sabia

O esquema envolveria seis funcionárias e pelo menos R$2 milhões movimentados. Davi Alcolumbre tratou de culpar o chefe de gabinete.

Preocupou

O caso da “rachadona” de Alcolumbre está com a subprocuradora-geral Lindora Araújo, o que deixou os envolvidos bastante preocupados.

Para depois

O senador Alessandro Vieira (Rede-SE), autor da notícia-crime enviada ao STF, preferiu não comentar o caso com as investigações em curso.

Um detalhe

Causa estranheza a falta de visibilidade do escândalo na imprensa. Muitos ironizam dizendo que Davi não tem o sobrenome correto.


Fonte: Por Cláudio Humberto
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem