Ministério da Saúde envia para Rondônia equipamento que detecta variantes do coronavírus

Uma das funções do equipamento é a detecção das variantes do coronavírus, como por exemplo, a ômicron

Porto Velho, RO - O equipamento de sequenciamento genético enviado pelo Ministério da Saúde e instalado no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), torna possível distinguir as variantes do coronavírus, como por exemplo, a Ômicron.

Esse material também tem capacidade de sequenciar outros micro-organismos, além do vírus da covid-19. Com a nova aquisição, não será mais necessário enviar amostras para serem analisadas fora do Estado.

O Governo de Rondônia solicitou ao Ministério da Saúde com o objetivo de que seja usado no estudo e combate ao coronavírus. A ferramenta e o treinamento da equipe técnica do Lacen serão fornecidos pelo Ministério da Saúde, o Estado irá disponibilizar apoio e mais viabilidade para maior rapidez nas análises das amostras.

A chefe do Laboratório de Vírus Respiratórios, Adriana Salvador Maia, ressalta sobre a finalidade do equipamento. “É importante salientar que o objetivo principal do sequenciamento genético não é o diagnóstico, e sim fazer a vigilância de qual variante está em circulação e se vai influenciar nos kits exames ou na vacina que está sendo aplicada”, conta Adriana.

O secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo, comenta sobre a importância do equipamento no Estado de Rondônia. “A aquisição que o Governo do Estado conquistou é um grande avanço no combate contra o coronavírus, com isso, vale a pena reforçar que esta é uma metodologia para vigilância laboratório e não para diagnóstico e acompanhamento clínico”, diz Máximo.

Fonte: O Observador
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem