CHUVARADA: Defesa Civil emite alerta sobre o nível do rio Machado em Ji-Paraná

 A Defesa Civil de Ji-Paraná emitiu o alerta laranja sobre o nível do rio Machado. Segundo o monitoramento da Agência Nacional das Águas (ANA), o rio ultrapassou os 10,92 metros de profundidade na manhã de domingo (13).

A coordenadora da Defesa Civil de Ji-Paraná, Meire Zanettin Moura, explicou que o nível do rio Machado subiu cerca de 40 centímetros nas últimas 24 horas, deixando o órgão em alerta para enchentes e remoção de moradores afetados.

“O monitoramento do nível do Machado é feito em tempo real, por meio do aplicativo da ANA. Seguimos em alerta e monitorando os bairros atingidos pelas águas. Pedimos para que as famílias ribeirinhas não deixem para sair de casa na última hora, que acionem o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil assim que o rio atingir as casas”, pediu Meire.

A prefeitura de Ji-Paraná informou que as famílias que necessitarem de socorro, podem acionar o resgate por meio do 193, telefone de emergência do Corpo de Bombeiros. O plano de contingência do município prevê, caso haja necessidade de remoção, que as famílias sejam alojadas no Ginásio de Esportes Adão Lamota, no segundo distrito.


“São duas preocupações que estão em conjunto, o risco de enchente e também a prevenção da Covid-19. Caso haja necessidade, vamos alojar as famílias atingidas no Adão Lamota e vamos monitorar as pessoas que apresentarem sintomas da Covid”, explicou Ana Maria Santos Vizeli, titular da Secretaria Municipal de Assistência Social e Família (Semasf).

A coordenadora da Defesa Civil de Ji-Paraná destacou, ainda, que a Prefeitura de Ji-Paraná também realiza o monitoramento nas regiões de cabeceiras do rio Machado, na região do município de Pimenta Bueno.

“Sempre ficamos alertas ao volume de chuva que atinge Pimenta Bueno e Cacoal, pois essas águas influenciam diretamente no nível do Machado em Ji-Paraná. A Defesa Civil está à disposição da população, para dar todo apoio necessário aos moradores ribeirinhos”, garantiu Meire Zanettin.


Fonte: Assessoria

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem