UB anuncia convenção para oficializar Rocha; Mobiliza Direita em Rondônia quer Bagattoli ao Senado; e Hildon decide se fica no PSDB

A íntegra da coluna redigida por Sérgio Pires

DENÚNCIA! DEPUTADO PROTESTA E DIZ QUE BR 364 TERÁ VÁRIOS PEDÁGIOS, CINCO ANOS ANTES DE COMEÇAR A DUPLICAÇÃO

Porto Velho, RO - O deputado estadual Cirone Deiró, de Cacoal, foi ler detalhes do edital sobre a concessão da BR 364. E ficou com todos os poucos cabelos arrepiados! No edital, o Ministério da Infraestrutura prevê a instalação imediata de oito praças de pedágios. O motorista de uma carreta pagará no trajeto de Porto Velho a Vilhena até 700 reais de pedágio. Até aí, já se sabia. O que não se sabia é que os pedágios podem ser instalados, segundo detectou o parlamentar, mesmo que a rodovia não seja duplicada. Outro detalhes vital, que deixou Cirone Deiró boquiaberto, como certamente deixará a todos os rondonienses, é que concessão revela que a tão sonhada duplicação da nossa mortal rodovia, só será iniciada depois de cinco anos da concessão e contemplando pouco mais de 100 quilômetros, incluindo apenas os pontos críticos, não os mais de 1 mil quilômetros, que vão desde Vilhena até a fronteira com o Acre. “Venderam a imagem de que a concessão seria realizada para duplicar a BR 364, única via de transporte de toda a produção agrícola do Mato Grosso e Rondônia, mas, na prática, a única mudança imediata será a instalação das praças de pedágios para explorar os rondonienses”, protestou. Para o deputado Cirone um projeto que trata de um tema tão relevante para os rondonienses como é a concessão pelo período de 30 anos, da BR 364, não poderia ter sido discutido e decidido em gabinete por técnicos de Brasília que desconhecem a realidade dos rondonienses e de todos os trabalhadores que usam diariamente a rodovia. Hoje, do total de 784 quilômetros de pista simples, entre Vilhena e Porto Velho, apenas 22 quilômetros e meio são duplicados.

Para saber todos os detalhes do assunto, Deiró chegou a propor uma audiência pública para que os técnicos do Ministério da Infraestrutura, apresentarem a proposta na fase de estudos e receber as sugestões dos caminhoneiros, empresários, lideranças e a sociedade local como forma de assegurar a voz dos rondonienses nas decisões para o processo de concessão, mas tal proposta foi ignorada pelas autoridades federais. Cirone lembrou, ainda, que a BR 364 foi pavimentada ainda na década de 80 e tem importância estratégica para o desenvolvimento da região norte. Segundo ele, “40 anos depois, é urgente a execução de obras de melhorias e da construção da terceira faixa, considerando o grande volume de carretas e veículos de pequeno porte que transitam diariamente pela rodovia. “São milhares de carretas transportando soja do sul de Rondônia e oeste do Mato Grosso até Porto Velho para ser enviada via Porto Graneleiro ao Amazonas e de lá para o Oceano Pacífico. Da forma como está sendo apresentada a concessão representará mais um componente para inflacionar o custo do transporte, sem nenhuma contrapartida para os usuários”. Espera-se reações das nossas autoridades, contra esse abuso.

INACREDITÁVEL: JUÍZA GAÚCHA PROIBE USO DA BANDEIRA DO BRASIL NA CAMPANHA, PORQUE ISSO “FAVORECERIA UM DOS LADOS”

Há ou não partidarismo político em decisões judiciais? O ativismo judicial é real ou apenas uma invenção? Quando uma magistrada decide que a bandeira brasileira não pode ser usada durante a campanha eleitoral, porque “ela representa só um lado”, não há algo de muito torto na vida brasileira? O caso é verdadeiro e aconteceu na pequena cidade de Santo Antônio das Missões, no interior do Rio Grande do Sul. A juíza Lucia Todeschini Martinez, responsável pelo cartório eleitoral, avisou que vai considerar como “propaganda eleitoral ilegal” o uso da bandeira do Brasil, durante o período oficial da campanha, que inicia em 15 de agosto. Na sua decisão, a magistrada alega que a bandeira “tornou-se marca de um dos lados da política”, sem citar os apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, que adotaram o símbolo nacional, ao invés das bandeiras vermelhas do PT e de outros partidos de esquerda. Em entrevista a uma emissora de rádio, ela admite que a decisão é controversa e que poderá ser derrubada por ações no TRE gaúcho ou pelo TSE, mas mantém sua decisão. Disse que “é evidente que hoje a bandeira nacional é utilizada por diversas pessoas como sendo um lado da política, né? Hoje a gente sabe que existe uma polarização. De um dos lados há o uso da bandeira nacional, como símbolo dessa ideologia política” . Imagine-se, numa eleição nos Estados Unidos os Democratas ou os Republicanos serem proibidos de usar a sua bandeira numa eleição! É um caso lamentável e que expõe o Judiciário, através de uma de suas representantes. O lado bom é que é um caso isolado e que a verdadeira Justiça continua sendo imparcial.

UNIÃO BRASIL ANUNCIA CONVENÇÃO DAQUI A 20 DIAS, PARA OFICIALIZAR MARCOS ROCHA À REELEIÇÃO

Dia 4 de agosto, uma quinta-feira, o União Brasil, hoje provavelmente o maior grupamento político de Rondônia (obviamente somados os seus aliados), realiza sua convenção, junto com o Republicanos. Na ocasião, será oficializada a candidatura do governador Marcos Rocha à reeleição, além da confirmação do nome da deputada federal Mariana Carvalho, hoje no Republicanos, como candidata ao Senado. Surgido da fusão do PDL com o DEM, o comando estadual do União Brasil não seguirá a orientação nacional na disputa pela Presidência da República. O partido já lançou seu dirigente nacional, Luciano Bivar, como candidato ao Planalto. Em Rondônia, para assumir o comando regional do partido, Rocha avisou que só o faria se pudesse ficar ao lado de Jair Bolsonaro, no seu projeto de reeleição. A autorização foi dada. Há ainda uma dúvida na composição da chapa majoritária para a disputa ao Governo. Quem será o candidato a vice, na chapa de Rocha? O que se sabe é que, neste momento, a 20 dias da convenção, que o Governador tem três nomes fortes para acompanhá-lo e, será deste triunvirato que surgirá o seu parceiro de chapa. Até o momento, os nomes estão sendo guardados a sete chaves. Pelo menos cinco partidos, ao menos até agora, estão aliados à busca da reeleição de Rocha: Republicanos, PSC, Avante, Patriotas e PSDB, este último ainda dependendo de decisões que serão tomadas em breve.

FUTURO DO PSDB RONDONIENSE PODE SER DECIDIDO NESTA SEXTA, COM O ANÚNCIO DA DECISÃO DE HILDON CHAVES

Nesta sexta, pode ser o Dia D para a sobrevivência ou não do PSDB, como partido político viável para a eleição em Rondônia, neste outubro vindouro. Está agendada para o dia de hoje, o anúncio da decisão do último dos moicanos, o prefeito Hildon Chaves, se vai ficar ou se vai abandonar o barco (ou, no caso, o ninho) tucano. A partir daí, o ex-prefeito José Guedes, que quer ser o nome do partido para disputar o Governo, poderá então bater o martelo, com o aval do diretório nacional. Hildon, que já fechou um acordo de apoio com o atual governador Marcos Rocha, caso não deixe o partido, poderia se licenciar por algum tempo, o que viabilizaria a candidatura de Guedes, não mudaria o projeto do Prefeito de parceria com Rocha e, ao mesmo tempo, não esvaziaria o ninho dos tucanos com a última grande liderança que ainda restou, depois da saída de Mariana Carvalho, Expedito Júnior e Maurício Carvalho, entre outros grandes nomes. Permanece também no PSDB, o médico, empresário e outra liderança política incontestável, Aparício Carvalho, mas que não têm nenhum plano de participar diretamente da eleição. O diretório nacional, aliás, está aguardando os acontecimentos. O deputado Luiz Carlos, de Roraima, que seria enviado a Rondônia na tentativa de apaziguar as arestas do partido por aqui, não virá mais. O assunto agora será definido por aqui mesm ou através da federação de partidos, em nível nacional, onde os tucanos estão aliados ao Cidadania. Hildon Chaves e José Guedes conversaram esta semana e o Prefeito pediu tempo para definir seu futuro no partido. O prazo encerra no final desta sexta, se não for prorrogado.

SILVIA CRISTINA INCLUI NA LDO, AVANÇOS NOS INVESTIMENTOS E CONTROLE DE AÇÕES DE COMBATE AO CÂNCER NO PAÍS

O mandato da deputada federal Silvia Cristina tem sido caracterizado por uma luta incessante na prevenção e no combate ao câncer. Suas ações, entre outras coisas, concretizaram, em Ji-Paraná, a construção do maior hospital de prevenção à doença do Estado. A parlamentar, que recentemente trocou o PDT pelo PL, não trocou, contudo, sua maior prioridade. E está contabilizando mais uma vitória. Graças a uma emenda da deputada, a lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do país, para 2023, traz um grande avanço para a política do combate ao câncer no Brasil. Através de uma emenda de Silvia Cristina, relatora da Comissão Especial de Combate ao Câncer no Brasil, aprovada por meio de destaque, passa a ter muito mais transparência às despesas realizadas na prevenção, diagnóstico e tratamento da doença, que hoje são financiadas por dotações genéricas no orçamento. Segundo Silvia, o objetivo da emenda aprovada, é garantir uma política nacional para o câncer, permitindo maior planejamento, organização, transparência e uma gestão eficiente. Afora isso, a parlamentar anuncia, nas redes sociais, que estão na reta final, as obras do Dream da Amazônia, “o mais avançado Centro de Reabilitação da América Latina”. Segundo ela, o novo Centro possibilitará a reabilitação em pessoas com deficiências físicas e neurológicas. “É mais um sonho que se torna realidade”, comemora, como mais uma vitória do seu mandato.

NEGREIROS TEM APOIO DO PREFEITO PARA MELHORAR SITUAÇÃO DOS MORADORES DE MAIS UM BAIRRO DA CAPITAL

Andar pelos bairros, ouvindo a população, para atender suas principais reivindicações, também faz parte do dia a dia do presidente da Câmara Municipal de Porto Velho, o vereador Edwilson Negreiros. Além da complexa tarefa de comandar o legislativo municipal, Negreiros tem buscado a constante parceria da Prefeitura, para atender as demandas da comunidade, com quem ele conversa seguidamente. O apoio é recíproco e o próprio prefeito Hildon Chaves tem acompanhado Negreiros em algumas de suas reuniões com a população porto velhense. Dias atrás, ambos estiveram reunidos com moradores do bairro Lagoa Azul, na zona leste da Capital. Há deficiências a serem resolvidas, mas o maior problema daquela área é a necessidade da regularização fundiária, até para que ela possa passar a receber os benefícios dos serviços públicos. Essa demanda já está na pauta e começará a ser alvo de mobilização dos diferentes setores da Prefeitura. Além disso, o encontro que teve também a presença do vice-prefeito Maurício Carvalho; do secretário Diego Lage, titular da Secretaria de Obras e Gustavo Beltrame, diretor da Emdur, entre outros assessores do projeto time da Prefeitura, definiu também a projeção de obras de asfaltamento e iluminação pública naquele bairro. Negreiros destacou a sensibilidade do prefeito Hildon Chaves para atender as necessidades das populações dos bairros da Capital.

MOBILIZA DIREITA SE REÚNE EM VILHENA PARA OFICIALIZAR CANDIDATURA DE BAGATTOLI AO SENADO

O grupo político liderado pelo senador Marcos Rogério, candidato ao governo e Jaime Bagattoli, ao Senado, faz questão de se apresentar como os representantes da direita de Rondônia, obviamente para se antepor ao também direitista Marcos Rocha. Ao criar o projeto “Mobiliza Direita”, Bagattoli tem realizado reuniões em diferentes cidades rondonienses, sempre com a presença fundamental do candidato majoritário. Depois de passar por Ji-Paraná e Ariquemes, o evento, que se apresenta como “o que reúne lideranças conservadoras” do Estado, será realizado nesta sexta-feira em Vilhena. Finalmente, depois de longo tempo, segundo a assessoria de Marcos Rogério, “a expectativa é de que, durante o ato em Vilhena, sua cidade, Jaime Bagattoli seja oficializado como o candidato do PL e da frente que ele lidera, como o nome ao Senado. "Vai ser um momento muito importante, quando teremos a oportunidade de falar do nosso trabalho. Do alinhamento que estamos tendo com representantes do setor produtivo e especialmente do alinhamento que tenho com o presidente Jair Bolsonaro", disse o empresário. Já o senador Marcos Rogério afirmou que "o Mobiliza Direita surgiu como um movimento espontâneo e aos poucos foi ganhando corpo. Hoje reúne os principais nomes da direita de Rondônia, realmente comprometidos com o conservadorismo e o nosso presidente, Jair Bolsonaro". A reunião começa às sete da noite, no CTG Sinuelo do Norte.

QUE SE FAÇA JUSTIÇA AO ASSASSINO DE ÍNDIO, MAS TAMBÉM AOS QUE TRUCIDARAM 29 GARIMPEIROS!

Um criminoso, cujo nome não foi divulgado, foi preso, depois de um eficiente trabalho da Polícia Federal, que o prendeu, acusado do assassinato, há dois anos, do índio Ari Uru-Eu-Wau-Wau, morto dentro da sua reserva, depois de denunciar várias vezes a extração ilegal de madeira dentro da terra indígena. O corpo da vítima foi encontrado caído próximo à RO 010, na região de Jaru. Os confrontos entre índios e madeireiros ou garimpeiros ilegais são contínuos, em várias regiões do Estado e muitas vezes acabam em violência. Um dos casos que caiu no esquecimento do Judiciário, aconteceu há quase 19 anos, quando 29 garimpeiros, invasores da reserva indígena Roosevelt, rica em diamantes, foram torturados e trucidados por vários índios. Toda a investigação feita pela Polícia Federal apontou detalhes do terrível crime, inclusive dando nomes de todos os envolvidos. Passadas praticamente duas décadas, nenhum dos assassinos foi punido. O que se espera é que, no caso do Índio Ari, defensor da floresta, ao menos o assassino pague por seu crime, já que no caso dos garimpeiros, jamais houve Justiça. E, ao que tudo indica, jamais haverá.

PERGUNTINHA

O que você achou da sugestão da cantora Anitta, pedindo publicamente, via vídeo, que o ex-presidente Lula, caso eleito, determine a liberação das drogas no país, para dar emprego aos jovens e acabar com a violência da guerra ao tráfico?

Fonte: Por Sérgio Pires
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem