Sargento da PM é preso após confessar ter matado mulher e jogado corpo no rio Madeira




Porto Velho, RO - O sargento da Polícia Militar, Gilmar de Souza Castro, foi preso na tarde desta segunda-feira (4), após confessar ter matado a tiro a própria esposa, Lindalva Galdino Araújo, 52 anos. O caso aconteceu neste domingo (3) e o militar alega que foi um acidente.

Os restos mortais da vítima foram encontrados por uma equipe do Corpo de Bombeiros no rio Madeira. O corpo foi jogado pelo próprio sargento, “em um ato de desespero”, segundo relatou aos policiais que compareceram na residência do casal, após serem acionados pelas filhas da vítima.

Quando os policiais chegaram na casa, Gilmar disse que sua esposa teria desaparecido. Durante as diligências, conforme apuração preliminar, vizinhos teriam informado aos militares que ouviram um disparo de arma de fogo, vindo da residência do casal.

Sem saída, o sargento acabou confessando que teria atirado na esposa, mas que teria sido um acidente. Ele disse ainda, que jogou o corpo da esposa no rio em um ato de desespero, segundo o comandante do 1ª Batalhão de Polícia Militar.

Ainda conforme o comandante, no dia crime, Gilmar estava ingerindo bebida alcoólica. Ele afirmou ainda, que tudo será investigado com cautela.

Gilmar chegou recentemente em Porto Velho, e era casado com Lindalva há 12 anos.


Fonte: Rondoniagora
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem