Preço da soja têm espaço para subir no Brasil

soja

Porto Velho, RO - Os preços da soja podem reagir no mercado interno, seguindo os ganhos de Chicago e do dólar comercial. Mas as altas são pequenas e a movimentação deve seguir limitada. Os negociadores seguem cautelosos.

O mercado físico brasileiro de soja registrou preços fracos na segunda-feira (6), de estáveis a mais baixos. A leve alta no fechamento para a soja em Chicago e para o dólar não trouxe maiores influências para o mercado nacional. E o dia foi de lentidão na comercialização.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos recuou de R$ 190 para R$ 189. Na região das Missões, a cotação baixou de R$ 189,50 para R$ 188,50. No porto de Rio Grande, o preço caiu de R$ 195,00 para R$ 194,00.

Em Cascavel, no Paraná, o preço passou de R$ 186,50 para R$ 184,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca baixou de R$ 194,00 para R$ 192,50.

Em Rondonópolis (MT), a saca caiu de R$ 177,00 para R$ 176,50. Em Dourados (MS), a cotação recuou de R$ 179,00 para R$ 176,00. Em Rio Verde (GO), a saca baixou de R$ 173,00 para R$ 172,50.
Soja em ChicagoOs contratos da soja com entrega em julho registram baixa de 0,07%, cotados a US$ 16,98 por bushel.
Após a leve alta de ontem, o mercado digere os números de evolução de plantio divulgados ontem pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou relatório sobre a evolução de plantio das lavouras de soja. Até 5 de junho, a área plantada estava apontada em 78%. O mercado esperava o número em 80%. Na semana passada, eram 66%. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 89%. A média é de 79%.

Prêmios
Os prêmios de exportação da soja estavam em 125 a 133 pontos acima de Chicago no final da sexta no Porto de Paranaguá, para junho. Para julho, o prêmio era de 135 a 144 acima. Para agosto, o prêmio estava em 205 a 220 pontos acima, conforme dados de Safras & Mercado.

O preço FOB exportação (flat price) para junho em Paranaguá oscilou entre US$ 670,30 e US$ 673,20 por tonelada para junho, recuando na comparação com o dia anterior – US$ 683,20 e US$ 686,10.
As cotações recuaram nos portos, mesmo com os ganhos dos contratos futuros em Chicago. A queda dos prêmios puxou as cotações para baixo.

Fonte: Canal Rural
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem