Mulheres de Gramado exigem desconvite a Cármen Lúcia e Toffoli para evento

Protesto contra Dias Toffoli e Cármen Lúcia, em Gramado (RS). Foto: Cortesia

Porto Velho, RO - Um grupo de mulheres intensificou, neste sábado (18), a pressão contra a participação de integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) em dois eventos que debaterão temas Direito e legislação, em Gramado (RS).

A manifestação enfeitou carros com bandeiras do Brasil e cartazes repudiando os convites à ministra Cármen Lúcia e ao ministro Dias Toffoli para os debates na cidade.

Uma das participantes do protesto é a vereadora de Porto Alegre, Fernanda Barth (PSC), que se declara de direita. Ela divulgou imagens da mobilização feminina que cobra o veto e o desconvite a representantes do STF, incluídos como palestrantes na programação do XII Congresso do Mercosul de Direito de Família e Sucessões e 26ª Jornada Internacional de Direito.

Fernanda Barth disse ao Diário do Poder que o protesto organizado pelo grupo Mulheres de Direita Gramado durou das 7h da manhã até o meio dia, com carros estacionados em pontos movimentados da cidade da Região da Serra Gaúcha.

O objetivo foi dar grande visibilidade à insatisfação contra a presença de Toffoli e Cármen Lúcia, em Gramado.

“Muita gente vai ver que Gramado veta Toffoli, Gramado veta Cármen!”, disse a vereadora, ao informar que as mobilizações terão sequência com a distribuição de adesivos para vidros traseiros dos veículos, com as palavras de ordem “desconvida, já” e “Gramado veta Toffoli” e “Gramado veta Cármen”.

“Esses carros devem começar a circular deste domingo [19] até o dia em que a apresentação do Toffoli está marcada”, concluiu Fernanda Barth.

Palestras

Na próxima sexta-feira (24), em Gramado, a ministra Cármen Lúcia será palestrante sobre o tema “O papel do STF no direito de família e sucessões”, no XII Congresso do Mercosul de Direito de Família e Sucessões.

A presença do ministro Dias Toffoli em Gramado está prevista para 8 de julho, a fim de abrir a 26ª Jornada Internacional de Direito, como palestrante do painel de Direito Constitucional.

O Hotel Serra Azul está entre as empresas patrocinadores que solicitaram a retirada de nomes e marcas, após a confirmação do convite a Toffoli.

Em maio, em Bento Gonçalves, o Centro da Indústria e Comércio (CIC) foi forçado a cancelar uma palestra-jantar do ministro-presidente do STF, Luiz Fux, no SPA do Vinho, sob pressão da população local. A OAB local chegou a assumir a promoção da palestra-jantar, mas a segurança do STF acabou por recomendar ao ministro que cancelasse sua ida ao município que é a capital brasileira da uva e do vinho.

Fonte: DP Redação
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem