Movimento financeiro e valorização das mulheres artesãs na Rondônia Rural Show destacados pela Sejucel

Sejucel está satisfeita com a valorização do artesanato confeccionado por mulheres em Rondônia, movimento alcançou R$ 257,9 milhões

Porto Velho, RO - O artesanato não apenas consagrou mulheres em participação e negócios, como obteve excelente resultado financeiro durante a 9ª Feira Rondônia Rural Show Internacional, encerrada em Ji-Paraná. A Superintendência Estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer – Sejucel movimentou R$ 215.561,00 no pavilhão Artesanato e na Agroindústria; R$ 42.371,00, no Pavilhão Internacional. Totalizando R$ 257.932.00 no cômputo da Sejucel, do Programa de Artesanato Brasileiro – PAB e da Coordenadoria de Cultura.

A artesã Carina Neves Ribeiro, 37 anos, creditou o apoio governamental ao êxito do trabalho de todas. “Participar da Rondônia Rural Show foi uma experiência incrível, principalmente após esse retorno em que ficamos parados em virtude da pandemia do coronavírus”, ressaltou.

Segundo Carina, o apoio governamental revestiu-se de uma importância para se alcançar o espaço pretendido pela classe. “Só temos a agradecer a dedicação e o carinho de todos os envolvidos, porque se a gente fosse fazer tudo, não chegaríamos onde estamos. Essa Feira foi a grande oportunidade de vendermos, e sem expor os produtos isso seria impossível”.

“O Governo do Estado de Rondônia abriu espaço para que os trabalhadores do artesanato comercializassem seus produtos dentro desse que já é considerado o maior evento de negócios da Região Norte”, disse a gestora da Sejucel, Mayara Metran.

“A determinação governamental cumpre uma de suas promessas de campanha, qual seja, o apoio a todos os segmentos produtivos, desde o pequeno e o grande empreendedor rural ao pequeno empreendedor do setor artesanal”, ela enfatizou.


Palestra da Sejucel na 9ª RR Show demonstrou quanto as mulheres artesãs são valorizadas

Diversidade de produtos e o jeito cativante com o público em geral, possibilitaram às mulheres do artesanato reabrirem as portas desse segmento, dois anos depois da grave pandemia da covid-19, quando tudo parou, inclusive a Rondônia Rural Show.

A gestora destacou a política de fomento e valorização do artesanato rondoniense pelo Governo do Estado: “As mãos de todas elas produzem bens que materializam a identidade cultural rondoniense”, acrescentou Mayara Metran.

Em palestra com ênfase para a qualidade da produção e a solidariedade entre as mulheres artesãs, o técnico responsável pela Articulação do Sistema Estadual de Cultura, professor Alécio Valois, disse: “Elas sempre foram protagonistas na produção do artesanato, porém, com a política do Governo de Rondônia, ganharam a merecida visibilidade”.

A coordenadora estadual de Cultura, Madma Dias, igualmente elogiou o Governo de Rondônia: “Não temos dúvida que o apoio do Governo Estadual prova o comprometimento com a cultura popular rondoniense, especialmente a artesanal.”

Fonte: Governo de Rondônia
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem