Lula quer regular imprensa digital, televisão e Instagram



Em entrevista concedida à Rádio Itatiaia, o ex-presidente voltou a falar em controle dos meios de comunicação

O ex-presidente Lula quer regular os meios de comunicação | Foto: Werther Santana/Estadão

Durante entrevista concedida na quarta-feira 8 à Rádio Itatiaia, de Minas Gerais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a defender o controle da imprensa digital, da televisão e do Instagram.

“Acho que é preciso fazer a regulação da mídia eletrônica neste país”, afirmou o petista. “A última foi feita em 1962. A gente não tinha 10% dos avanços que temos hoje, com a internet.”

E continuou. “Até mesmo da televisão”, disse Lula, ao sugerir que regularia as emissoras. “Temos de ter consciência de que precisamos regular. Mas quem vai regular? É o povo. Não irei regular. Não queremos uma regulação que interesse ao presidente. A regulação tem de interessar à sociedade brasileira.”

Mas o ex-presidente diz que isso não significa restringir a liberdade de imprensa. “Ninguém quer censura”, ressaltou. “O que queremos é que os meios de comunicação sejam efetivamente democratizados. É que as pessoas possam ouvir a oposição. Que tenha sempre o outro lado falando.”

E foi além. “Não pode haver um meio de comunicação que fale apenas de um lado”, salientou Lula. “Você não pode permitir que a internet e a imprensa digitalizada se transformem numa base de construção de mentiras.”

O petista também mirou o Instagram. “Não quero ser manipulado nem me transformar em algoritmo”, afirmou. “O dono do Instagram não pode fazer o que quiser, não pode ser um retransmissor de mentiras porque quer ganhar dinheiro. Não, senhor! Ele tem de levar em conta a cultura de cada país e respeitar as leis. Não pode permitir que mentiras, inverdades, grosserias e ofensas façam parte da cultura brasileira. É isso que precisamos regular.”

Fonte: Revista Oeste
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem