IBGE lança processo seletivo com 503 vagas para Rondônia



Porto Velho, RO - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) abriu nesta quinta-feira (9) inscrições para um processo seletivo com 503 vagas em Rondônia. As oportunidades de emprego temporário são para trabalhar no Censo 2022, no cargo de recenseador, que é o responsável por realizar as entrevistas nos domicílios.

As inscrições seguem até o dia 15 de junho. O candidato deve se inscrever pelo site http://www.ibge.gov.br/pss-complementar. Não há pagamento de taxa, nem realização de provas. A seleção será feita por análise de títulos. O requisito mínimo para o cargo é ter o ensino fundamental completo.
Os recenseadores são remunerados por produtividade, de acordo com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido (básico ou amostra) e o registro no controle da coleta de dados. O IBGE disponibiliza um simulador para que os interessados possam estimar quanto irão receber.

As vagas

As vagas estão distribuídas em quase todos os municípios rondonienses. Dentre as 500 vagas, 237 são para concorrência ampla, 66 reservadas para pessoas com deficiência e 200 para pessoas pretas e pardas.

A seleção

O candidato deverá comprovar se possui ensino fundamental completo, que vale 1 ponto; ensino médio incompleto (3 pontos), ensino médio completo (5 pontos), curso de graduação incompleto (7 pontos) ou curso de graduação completo (10 pontos). As titulações não são cumulativas e a pontuação máxima será de dez pontos.

Em caso de igualdade na nota, os critérios de desempate são, nesta ordem: candidato que tiver idade igual ou superior a sessenta anos completos até o último dia de inscrição, candidato que tiver exercido efetivamente a função de jurado e, por fim, o candidato com maior idade.

Mais informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas pelo site: https://www.ibge.gov.br/acesso-informacao/institucional/trabalhe-conosco

Processo complementar

“O processo complementar tem o objetivo de contratar pessoal para as vagas que não foram preenchidas no processo seletivo simplificado. A diferença entre as duas seleções é que no PSS complementar há análise curricular em vez de prova e não é cobrada taxa de inscrição”, diz o coordenador de Recursos Humanos, Bruno Malheiros.

Fonte: Assessoria
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem