Confúcio Moura envergonha povo de Rondônia ao votar contra projeto de redução do preço dos combustíveis


Porto Velho, RO - O Senador Confúcio Moura (MDB) mais uma vez envergonhou o povo de Rondônia e deu mau exemplo de cidadania e falta de preocupação com o bem estar do povo brasileiro durante a votação do Projeto do governo Federal que visa reduzir o preço dos combustíveis.

Em fim de carreira, o rondoniense que foi prefeito de Ariquemes, Deputado Federal e governador do Estado foi um dos 12 senadores brasileiros que votaram contra a redução de ICMS. Junto com petistas como Jaques Wagner (Bahia) e Paulo Paim (Rio Grande do Sul) Confúcio não quer que o povo passe a pagar menos nos combustíveis, o que significará queda de mais de 80% dos produtos da cesta básica e do consumo doméstico. Apesar dos 12 voto contrários, o Projeto foi aprovado e vai para votação na Câmara dos Deputados.

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 18/2022, que limita a aplicação de alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. Segundo a proposta, esses produtos seriam classificados como essenciais e indispensáveis, levando à fixação da alíquota do ICMS em um patamar máximo de 17%, inferior à praticada pelos estados atualmente. O texto também prevê a compensação da União às perdas de receita dos estados.

A votação contrária de Confúcio Moura provocou reação de indignação nas redes sociais. Em um período em que o brasileiro luta contra o aumento da inflação, luta pelo reestabelecimento da economia depois da pandemia de Covid e dos efeitos da guerra entre a Russia e a Ucrânia, onde o valor do combustível simplesmente disparou em todo o mundo, o Rondoniense é contra a baixa do preço.

Com uma justificativa esfarrapada, de que os governos do estado perderiam com a redução do ICMS, o que não é verdade, pois o governo Federal vai repor as perdas de arrecadação dos Estados, Confúcio decepcionou os rondonienses e envergonhou os 230.361 votos de confiança que recebeu nas eleições de 2018. Confúcio tem mais quatro anos e meio de mandato.

Nas redes sociais a indignação com o senador é grande. Xingamentos e sentimentos de decepção pela irresponsabilidade do parlamentar com a família brasileira ecoam nos grupos e postagens.

Os últimos posicionamentos de Confúcio Moura mostram que o senador não tem mais nenhuma pretensão política e escancaram que a verdadeira imagem de um político retrógrado, em fim de carreira, que sempre priorizou a política e não o povo que o elegeu.

O município de Ariquemes, base eleitoral de Confúcio Moura possui um dos maiores preços dos combustíveis do estado de Rondônia e um dos maiores do Brasil. O posicionamento de Confúcio Moura contra o PLP 18/2022 mostra o seu real comprometimento e linha de trabalho, contra o povo de Rondônia, especialmente o povo de Ariquemes e região, que avalizou a sua eleição.

Da Redação

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem