Câmara de Vereadores da capital trabalha a passos lentos e ainda planeja retorno das sessões presenciais

 

Vereadores não se reúnem presencialmente desde abril de 2020

Porto Velho, RO - Enquanto todos os órgãos municipais, estaduais e federais já retomaram o ritmo normal depois da pandemia, a Câmara de Vereadores de Porto Velho ainda está em ritmo desacelerado e as sessões plenárias continuam sendo de forma remota, uma vez por semana, quando dá.

Alguns vereadores que tomaram posse em 2021 mal pisaram no legislativo municipal até hoje. Só aparecem para assinar a folha de pagamento e buscar os benefícios que o cargo oferece. Outros, passam a semana toda entrando e saindo da Câmara, mas na hora da sessão, da discussão dos projetos, dos investimentos e das necessidades do povo porto-velhense, o fazem de forma remota, pela internet.

Nesta semana, entretanto, por doze votos a favor, sete contrários e duas ausências de plenário, a Câmara Municipal aprovou requerimento que inclui na Ordem do Dia, a votação do retorno das sessões presenciais do legislativo municipal. Pela proposta, as sessões retornam para o horário normal antes da pandemia, das 15h às 18h, mas apenas às segundas e terças-feiras.

Apesar da aprovação do requerimento, a proposta só vai ser votada na próxima semana, a pedido do presidente da Casa, Edwilson Negreiros, que está viajando acompanhando o tratamento de saúde do seu pai, em São Paulo. Mas não é certo de que seja aprovada, uma vez que mais da metade dos vereadores serão candidatos à deputado estadual ou federal nas eleições de outubro e precisam "ficar livres" para a busca do voto para um novo degrau nas suas carreiras políticas.

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem