Idaron promove oficinas técnicas para produtores rurais durante a Rondônia Rural Show Internacional

Serão realizadas oficinas técnicas e o 4º Fórum Rondoniense para manutenção da zona livre de febre aftosa

Porto Velho, RO - Com estande estrategicamente montado dentro do espaço da maior feira de agronegócio e tecnologia da região Norte, a 9ª Rondônia Rural Show, a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril – Idaron ofertará diversos serviços aos visitantes, como cadastro no Sistema de Fiscalização do Comércio de Agrotóxicos do Estado de Rondônia – Siafro e cadastro de senha para acesso ao sistema online da Agência. Também serão realizadas oficinas técnicas voltadas ao produtor rural e o 4º Fórum Rondoniense para manutenção da zona livre de febre aftosa sem vacinação, que ocorrera no dia 26, no auditório Rondoleite.

CRONOGRAMA

As oficinas técnicas têm início dia 23, com a primeira abordagem sendo sobre o padrão de qualidade do café, uma iniciativa importante, visto que o café de Rondônia tem avançado em qualidade e sustentabilidade, conquistando várias premiações nacionais e internacionais. Atualmente, conforme dados da Secretaria de Estado da Agricultura – Seagri, o café está entre as cinco maiores culturas do Estado, o que elevou Rondônia ao status de 5º maior produtor de café do país e o maior da região Norte.

A segunda oficina será realizada dia 24 com o tema ‘Boas práticas de vacinações’ que tem grande relevância para a agropecuária, uma vez que, para manutenção de um rebanho produtivo e de qualidade, não basta seguir rigorosamente o calendário das vacinas. Tem que seguir algumas boas práticas durante o procedimento para que os resultados sejam efetivos e o pecuarista consiga evitar prejuízos. Atualmente, em Rondônia, a vacinação de bezerras contra brucelose é obrigatória. Além disso, o produtor costuma vacinar seu rebanho contra a raiva animal dos herbívoros, clostridioses e outras doenças.

No terceiro dia de evento (25) a oficina será sobre ‘Qualidade das sementes’ que, dentre outros fatores, se destacam os atributos genéticos, considerando que uma semente de qualidade deve apresentar pureza varietal e representatividade do seu material genético. O objetivo é que a semente produzida detenha representatividade do material genético escolhido, além de não sofrer influência de outros materiais, sem conter misturas varietais.

FÓRUM RONDONIENSE

No dia 26, quinta-feira próxima, acontece o 4º Fórum Rondoniense para manutenção da zona livre de febre aftosa sem vacinação. Estão previstas palestras de Gabriel Sanches Torres (Auditor Federal, Mapa) e Juliano Moura Silva (Auditor Fiscal Federal Mapa-SFA/RO). O evento, será um dos destaques da Rondônia Rural Show deste ano e acontece no Auditório Rondoleite, das 9h às 12h, no Centro Tecnológico Vandeci Rack e terá transmissão ao vivo pelo canal da Idaron na internet. O objetivo do Fórum é envolver os setores produtivos público e privado, bem como a sociedade em geral, em um amplo debate para promover maior envolvimento nas ações estratégicas voltadas à manutenção da zona livre de febre aftosa sem vacinação.


No mesmo dia acontece uma oficina técnica, no estande da Idaron, com o tema: “Idaron e você, juntos, sempre alertas”, momento em que técnicos da Idaron orientarão os produtores rurais quanto à importância da detecção precoce de doenças nos animais e a pronta notificação ao serviço veterinário oficial, para que as medidas sanitárias cabíveis sejam adotadas o mais urgente possível.

Na sexta-feira, dia 27, a oficina será sobre “Brucelose Bovina, principais cuidados”, um tema que nunca fica de fora do trabalho de educação sanitária promovido pela Idaron, uma vez que todas as ações de prevenção contra essa doença são indispensáveis, conforme regulamenta o Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose – PNCEBT, por se tratar de uma doença de caráter zoonótico, que afeta tanto o animal quanto o ser humano. O combate a brucelose é um trabalho árduo que, com apoio da iniciativa privada e tem obtido resultados consideravelmente positivos em Rondônia.

No último dia de oficinas (28), a atividade será sobre os ‘Cuidados com as embalagens de agrotóxicos’, um tema igualmente importante, visto que orienta o produtor sobre as legislações vigentes quanto às maneiras adequadas de armazenar e recolher as embalagens vazias. Uma das orientações é sobre a obrigatoriedade do agricultor, antes de recolher a embalagem, efetuar a tríplice lavagem do recipiente, inutilizando, com furos, os tipos de embalagens que permitirem esta prática. Quanto as embalagens não laváveis, elas devem permanecer intactas, adequadamente tampadas e sem vazamentos.

CERTIFICAÇÃO

Importante ressaltar também que, ao final, todos os participantes das oficinas receberão certificado, com especificação de horas e nome da oficina técnica em que participou.

Todas as oficinas integram o rol de ações estratégicas de educação sanitária desenvolvidas pela Idaron. Para mais informações quanto a certificados e temas das oficinas, basta entrar em contato pelo e-mail <> ou por telefone 9 8162-7372.

Fonte: Por Toni Francis/Secom
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem