Entrega de IP4 permite retomada da circulação hidroviária de cargas e passageiros entre Porto Velho e Manaus


Terminal da IP4 de Cai N’água (RO), na margem direita do Rio Madeira, volta a atender população nesta segunda-feira (4): talude e estrutura para embarque e desembarque foram recuperados

Terminal agora conta com novo apoio da plataforma de embarque e desembarque - Foto: Divulgação/DNIT


Porto Velho, RO - O escoamento de cargas e o transporte hidroviários de passageiros entre as cidades de Porto Velho (RO) e Manaus (AM) pelo Rio Madeira será retomado nesta segunda-feira (4). O Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, entregou a Instalação Portuária Pública de Pequeno Porte (IP4) de Cai n’Água, em Rondônia.

Localizado na margem direita do Rio Madeira, o terminal agora conta com um novo berço de apoio de recuperação da plataforma de embarque e desembarque, que estava inacessível desde o segundo semestre de 2021. As equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) reconstruíram o talude – estrutura de contenção da margem fluvial – que havia sido levado durante a vazante do rio, e recuperaram o sistema de fundeio, responsável pela estabilidade dos flutuantes.

Localização estratégica

Inaugurado em 2012, o porto de Cai N’Água foi a primeira IP4 na calha do rio, fundamental para o transporte de passageiros e pequenas cargas entre as duas capitais. O terminal beneficia as pessoas que usam o transporte hidroviário na região, o que traz segurança e conforto para os ribeirinhos. Antes da construção, os usuários da hidrovia precisavam descer e subir barrancos carregando bagagens e cargas fracionadas.

Com informações da Coordenação-Geral de Comunicação Social - DNIT

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Fonte: Gov.br/infraestrutura/pt-br
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem