Aumento de preços assusta e brasileiro vai diminuir valor gasto na Páscoa



Porto Velho, RO - Os produtos específicos para a Páscoa, como bolos, caixas de bombons, ovos e tabletes de chocolate de diversas marcas, subiram até 83% nos últimos 12 meses, segundo o IPCA (Índice Nacional de Preços Amplo). O aumento de preços assustou os consumidores, que pretendem gastar menos neste ano.

Segundo a pesquisa “Os brasileiros se preparam para a Páscoa 2002”, disponível na Plataforma Gente, da Globo, 35% dos consumidores pretendem diminuir o valor gasto na Páscoa.

Os principais motivos para a diminuição incluem preços caros (23%); situação financeira atual, que não permite gastos com a data (20%); menos dinheiro disponível, já que os gastos aumentaram em relação a 2021 (15%) e desemprego (12%).

Os preços (52%) e as promoções (42%) são os principais fatores que influenciam na hora de comprar os produtos para a Páscoa. Qualidade (42%); frete grátis (34%) e facilidade de pagamento (24%) são outros pontos apontados na pesquisa.
Canal de compras

Em relação ao canal de compra, 49% dos brasileiros irão recorrer aos supermercados físicos; 34% a mercados atacadistas; 25% irão em pequenos mercados de bairro; 21% farão as compras em lojas físicas especializadas em chocolate e apenas 12% irão concentrar as compras em lojas online de departamento.

Os dados do estudo apontam quais os principais itens que irão compor as cestas de compra durante a data. Na categoria alimentos, 64% dos entrevistados comprarão chocolates em geral; 56% peixes e frutos do mar; 30% sorvete e 21% carnes bovinas. Já com relação as bebidas, 57% irão optar por refrigerantes; 35% sucos prontos; 33% vinhos e espumantes e 28% cervejas.

Fonte: Terraviva

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem