Orlando ‘tapioca’ Silva reage a crítica: ‘é fake news’

Indagado sobre acusação de que projeto autoritário atenta contra liberdade de expressão, Silva reagiu: “isso é fake news”. Foto: Câmara dos Deputados/Reprodução

Porto Velho, RO - O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), relator do projeto de lei contra as chamadas “fake news” não sabe direito o que dizer quando lhe perguntam sobre quem será o “iluminado” que vai determinar o que é ou não notícia falsa ou “desinformação”. Ao ser indagado sobre a acusação de que projeto autoritário atenta contra a liberdade de expressão, Silva reagiu: “isso é fake news”. Não é. Basta ler a Constituição da República.

Assim é, se lhe parece

Acusado de usar cartão corporativo do governo para pagar até a tapioca que consumia, em 2008, produziu resposta semelhante: “foi engano”.

Inspiração fascista

O projeto da “fake news” segue a lógica do ex-presidente Lula, que tentou impor controle da mídia, em iniciativa de inspiração fascista.

Não honra com liberdade

Silva é do Partido Comunista do Brasil. Pudera. Onde há ou houve um país sob domínio comunista as liberdades individuais foram suprimidas.

Caso pensado?

O projeto que supostamente combateria fake news, pune o disparo em massa de mensagens em aplicativos, mas poupa as redes sociais.

Fonte: Por Cláudio Humberto
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem