ONU dá vexame ausentando-se da mediação da paz na Ucrânia

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres. Foto: Reprodução/Youtube

Porto Velho, RO
- A guerra tem sido caracterizada por dois fatores: os Estados Unidos controlam de fato o mundo ocidental, incluindo o comportamento dos líderes políticos da Europa, e mantêm organismos multilaterais como as Nações Unidas (ONU) completamente ausente dos esforços de paz. Russos e ucranianos já marcaram uma terceira reunião, em busca de um acordo, sem que a ONU tenha se apresentado para mediar as conversações ou fazer-se representar por observadores internacionais.

Pedala, Gutérres

Secretário-geral da ONU, o português falante António Gutérres poderia flertar com Nobel da Paz assumindo a responsabilidade de mediar a paz.

Boquinha na Casa Branca

Gutérres tem atuado como linha auxiliar da Casa Branca, abrindo mão do dever de equidistância para se habilitar à liderança do processo de paz.

‘A gente somos inútilll’

Nos primeiros 9 dias de conflito, a ONU apenas reuniu seus organismos para “decisões” vetadas em seguidas ou discursos sem efeitos práticos.

O homem errado

Fora das tratativas para a solução pacífica do conflito, Gutérres precisa neutralizar a impressão de que não está à altura do momento histórico.

Fonte: Por Tiago Vasconcelos
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem