Governo garante R$ 1,2 bilhão a produtores afetados pela seca

A medida é voltada para produtores que não tenham Seguro Rural ou que não aderiram ao Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro).


Porto Velho, RO - Uma Medida Provisória (MP) que abre crédito de R$ 1,2 bilhão destinada a produtores afetados pela estiagem no Centro-Sul foi publicada na edição desta quinta-feira (31), do Diário Oficial da União. A medida é voltada para produtores que não tenham Seguro Rural ou o Programa de Garantia da Atividade Agropecuaria (Proagro).

Segundo o Ministério da Economia, os recursos serão aplicados no rebate do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Os produtores beneficiados tem que ter propriedade em municípios do Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul, desde que essas cidades ou estados tenham decretado emergência ou estado de calamidade pública.

No fim do último ano e início de 2022, Mato Grosso do Sul e estados do Sul passaram por uma estiagem que prejudicou os agricultores da região. Somente no Rio Grande do Sul, a estimativa é de uma perda de 14 milhões de toneladas de grãos, como soja e milho.

Ainda de acordo com o Ministério da Economia, os recursos alocados para a MP não afetarão o teto de gastos.

Pressão alta
A ação do governo saí após uma semana se pressão por medidas concretas. A MP já havia sido anunciada dias atrás, mas como não havia sido efetivada. Em protesto, agricultores familiares chegaram a ocuparam a Superintendencia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Porto Alegre.

Além da manifestação, uma reunião da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar com representantes da Agricultura e da Economia está marcada para esta quinta. Entre os temas também está a aprovação do projeto de lei que abre mais R$ 868,5 milhões para o término do Plano Safra 2021/22.

Fonte: Canal Rural

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem