Candidata, Tereza Cristina ‘diz adeus’ ao Ministério da Agricultura em evento em MS

Ministra Tereza Cristina deixará o cargo nesta quarta-feira (30) para se candidatar a uma vaga no Senado pelo estado de Mato Grosso do Sul

Porto Velho, RO - A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, fez um discurso de despedida do cargo nesta terça-feira (29), durante um evento em Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul.

O governo federal entregou 2.667 títulos de propriedade rural para agricultores que vivem no Assentamento Itamarati. Na ocasião, também foi anunciada a concessão de 8.330 documentos de titulação – entre provisórios e definitivos – em 164 áreas de reforma agrária de 51 cidades do estado, de maio de 2021 a março de 2022. Nos últimos três anos, foram 12.256 títulos entregues no estado, sendo 2.133 definitivos.

No evento, que contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro, a ministra disse que deixa a pasta nesta quarta-feira (30), três dias antes do prazo final desincompatibilização estipulado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dia 2 de abril.

Tereza Cristina deixará o cargo para se candidatar a uma vaga no Senado pelo Mato Grosso do Sul. “Nós fizemos muito com muito pouco, porque não houve corrupção no seu governo”, disse a ministra ao presidente.

“Eu vim aqui hoje com muita emoção. É meu último dia no Ministério da Agricultura amanhã. Essa é minha última agenda aqui no meu estado como ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que muito me honrou. O presidente quis vir aqui porque ele é um sul mato-grossense de coração ”, complementou.

O nome do substituto da ministra ainda não foi definido pelo governo. Tereza Cristina defende o secretário-executivo da pasta, Marcos Montes, como seu substituto.

Na agenda oficial da ministra, consta um evento nesta quarta-feira, às 9 horas, com o presidente da Embrapa, Celso Moretti, em Brasília.

Evento
A cerimônia teve a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro; da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina; do ministro das Comunicações, Fábio Faria; do presidente do Incra, Geraldo Melo Filho; o secretário Especial de Assuntos Fundiários do Mapa, Nabhan Garcia; e o presidente do Banco do Brasil, Fausto Ribeiro.

Com o documento de titulação em mãos, é possível pleitear investimentos e créditos destinados à agricultura.

No evento, a ministra Tereza Cristina destacou que uma das prioridades nos últimos anos foi modernizar a estrutura do Incra e otimizar o uso dos recursos para agilizar a emissão de títulos. “Viemos aqui em começo de fevereiro e fizemos o atendimento para que o lote de vocês pudesse ser liberado e que vocês pudessem ser proprietários da sua terra”, disse. Ela acrescentou que as famílias “podem vender, passar para seus filhos e produzir melhor” nas áreas.

Para promover a regularização das famílias no Assentamento Itamarati, o Incra instituiu uma força-tarefa, desde janeiro de 2022, para prestar serviços como atualização, regularização e desbloqueio cadastral de beneficiários, regularização de ocupantes, emissão de Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAP), além de cadastros e assinaturas de contratos do Crédito Instalação, na modalidade Fomento Mulher.

O presidente do Incra, Geraldo Melo Filho, afirmou que, agora, os agricultores podem viver e investir com segurança em seus lotes. “ O Assentamento Itamarati é emblemático na reforma agrária. Eram mais de 2.800 famílias que aqui moravam e produziam, e que até bem pouco tempo viviam um ambiente de total insegurança. Sem nenhum tipo de regularidade em suas posses”.
Força-tarefa

Foram mais de 3 mil atendimentos da força-tarefa do Incra durante o período de 31 de janeiro a 25 de fevereiro de 2022 para regularização do Assentamento Itamarati. A iniciativa garantiu a emissão de 1.239 contratos do Crédito Instalação na modalidade Fomento Mulher. Com o valor de até R$ 5 mil, retirado em operação única, o investimento é destinado exclusivamente às mulheres titulares do lote para implantação de projetos produtivos sob a responsabilidade delas.

Entre os anos de 2019 a 2022, o Incra já aplicou, aproximadamente, R$ 39,9 milhões em créditos da reforma agrária em Mato Grosso do Sul em diversos assentamentos.

Em todo o país, já foram entregues 337.055 títulos de propriedade rural.
Conexão de internet

O Ministério das Comunicações (MCom) formalizou a entrega de 400 computadores a 34 escolas sul-mato-grossenses, que irão beneficiar mais de 13 mil alunos.

A cerimônia marcou também a inauguração de dois pontos do programa Wi-Fi Brasil, na Universidade Aberta do Brasil na Aldeia Porto Lindo, localizada no sul do estado, e na Escola José de Alencar, no distrito de Jacareí, na fronteira com o Paraguai.

“O Mato Grosso do Sul já recebeu do MCom mais de 300 pontos de Wi-Fi Brasil em locais públicos e, nos próximos três meses, iremos conectar 100% das escolas rurais do estado”, afirmou o ministro das Comunicações, Fábio Faria. Ele também destacou o trabalho conjunto com a ministra Tereza Cristina “para fortalecer ainda mais o agronegócio brasileiro”.
Cessão de área da União

Durante o evento, o Ministério da Economia, representado pela Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União – SPU, cedeu um imóvel da União para prefeitura de Ponta Porã (MS). O ato foi assinado pela secretária de Coordenação e Governança da SPU, Fabiana Rodopoulos, e o prefeito de Ponta Porã, Hélio Peluffo Filho.

No local, com uma área superior a 27 mil metros quadrados, será construído Mercado Municipal de Ponta Porã, onde serão comercializados produtos dos assentamentos da região, buscando o desenvolvimento local e oportunidade de ofertar a produção agrícola familiar e artesanal diretamente ao consumidor final.

O prazo da cessão será de 20 anos, a contar da data da assinatura do contrato.
Circuito de Negócios Agro

O Banco do Brasil apresentou o Circuito de Negócios Agro, iniciativa itinerante que percorrerá, até o fim do ano, mais de 60 mil quilômetros em centenas de cidades do país. A carreta agro do BB atuará como agência móvel, fomentando a geração de negócios em Ponta Porã, que é uma das principais praças do agronegócio no Brasil.

Além da divulgação e comercialização de produtos e serviços, a programação do Banco conta com treinamento a produtores, demonstração da plataforma virtual Broto e exposição de estação meteorológica disponibilizada aos clientes por meio de parceria com a start up FieldPRO.

Fonte: Canal Rural

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem