BR-364 vai funcionar no fim de semana sem 'pare e siga' em trecho elevado devido à cheia do Jamari

Porto Velho, RO - Obras no local em que pista foi elevada ficarão suspensas no fim de semana entre Ariquemes (RO) e Itapuã (RO). Segundo PRF, trânsito vai seguir fluxo normal até a segunda-feira (7).

Porto Velho, RO - O fluxo de veículos no KM 540 da BR-364, entre Ariquemes (RO) e Itapuã do Oeste (RO), deve funcionar de forma livre no fim de semana. Isso porque o sistema 'pare e siga' ficará suspenso até a segunda-feira (7), segundo informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O trecho que vinha tendo 'pare e siga' fica no local onde foi feita uma obra para elevar a pista da rodovia federal, por causa da cheia do rio Jamari, que inundou a pista no mês passado. As obras de elevação no Km 540 terminaram a quarta-feira (2), mas ainda faltam reparos na sinalização e o asfaltamento.

Segundo a PRF, um topógrafo deve ir ao local no próximo sábado (5) para fazer o nivelamento topográfico, ou seja, um estudo da altimetria do terreno. Diante disso, as obras no local ficarão suspensas pelo Dnit até a segunda-feira.

Com objetivo de garantir a fluidez do trânsito, o tráfego na região vai funcionar sem o sistema 'pare e siga' por três dias, começando já nesta sexta-feira (4).

Dias de interdição
A rodovia chegou a ficar fechada totalmente para o tráfego de veículo durante cinco dias, por causa da cheia do rio Jamari.

A interdição da principal rodovia de Rondônia começou na quinta-feira (24), durante a tarde, após o transbordamento do Rio Jamari. O ponto de alagamento da rodovia é no Km 540, perto do acesso para o município de Alto Paraíso (RO).

Na sexta-feira (25), a equipe do Dnit chegou ao local e no sábado (27) iniciou a obra de elevação da rodovia com pedras. Mais de 20 km de congestionamento se formou, principalmente de carretas.

O bloqueio total do tráfego seguiu até a segunda-feira (28), quando a BR-364 foi liberada parcialmente após conclusão de parte da obra. A fila quilométrica de caminhões, carretas e outros veículos que esperavam há dias para seguir viagem foi se dissolvendo lentamente durante o dia.

No dia 1° de fevereiro, a PRF informou que problemas na logística de produção e transporte das pedras utilizadas na obra impossibilitaram a finalização do serviço no feriadão de Carnaval. Na tarde de terça, o congestionamento nos dois sentidos da rodovia ultrapassava 10 km.

Fonte: G1
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem