União Brasil ‘caminhará’ com o MDB, mesmo sem federação, diz Bivar

 'Se, por acaso, não for possível fazer federação, porque você tem que ver os Estados, aí nós vamos caminhar juntos', disse.

Ex-aliado de Bolsonaro, Bivar agora quer aliança com MDB de Renan Calheiros

Porto Velho - O presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, disse nesta terça-feira, 15, que seu partido e o MDB “caminharão juntos” mesmo que não seja possível fechar uma federação partidária.

O deputado tem uma reunião hoje com o presidente do MDB, Baleia Rossi, e com o líder nacional do PSDB, Bruno Araújo, para discutir uma união entre as siglas.

“O martelo já está batido, nós e o MDB vamos caminhar juntos. Isso está certo. Vamos caminhar juntos para tentar a federação. Se, por acaso, não for possível fazer federação, porque você tem que ver os Estados, aí nós vamos caminhar juntos independente da federação”, disse Bivar, a jornalistas na Câmara.

De acordo com o presidente do União Brasil, a reunião com Rossi e Araújo será para definir critérios de um eventual acordo. A federação cria uma “fusão temporária” entre as legendas que precisa durar pelo menos quatro anos, desde as eleições até o final do mandato seguinte, o que pressupõe candidatura única a cargos majoritários como o de governador e presidente.

O MDB lançou a pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MS) à Presidência, enquanto o PSDB aposta no governador de São Paulo, João Doria. Com uma federação entre as siglas, apenas um deles poderia concorrer ao Palácio do Planalto. O União Brasil, por sua vez, ainda não tem um candidato presidencial. Recentemente, o partido considerou apoiar o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), mas há resistências internas.

A fusão entre o DEM e o PSL, que criou o União Brasil, foi homologada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na semana passada. No Congresso, o novo partido quer ampliar seu poder com a presidência das principais comissões e o controle do Orçamento. Já por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o prazo para a formação de federações ficou definido em 31 de maio.

Com informações do Estadão Conteúdo

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem