TRE cassa direitos políticos de ex-prefeito de Candeias do Jamari

Ex-prefeito é acusado de promoção pessoal e política utilizando a página da prefeitura na internet


Porto Velho - O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou procedente denúncia de improbidade e promoção pessoal e cassou os direitos políticos do ex-prefeito de Candeias do Jamari, Lucivaldo Fabrício de Melo. Ele foi condenado pela Justiça Eleitoral em processo que veda a agentes públicos a promoção pessoal e eleitoral em sítio eletrônico oficial ou na página social do município. Lucivaldo era presidente da Câmara de Vereadores de Candeias do Jamari (RO), região metropolitana de Porto Velho, tomou posse como novo prefeito interino do município. Lucivaldo Fabrício de Melo (DC) assumiu o comando da prefeitura em fevereiro de 2019, após o então prefeito da cidade, Luis Ikenohuchi (DEM), ser afastado do posto após denúncias de improbidade administrativa.

Segundo a Justiça, Lucivaldo Fabrício, então Prefeito de Candeias do Jamari, teria usado redes sociais oficiais do município para divulgar seu nome entre os meses de julho e agosto de 2020, período eleitoral, sendo que o mesmo concorria  à reeleição

Também foi condenado,  Ronaldo Batista de Almeida (então Diretor do Departamento de Comunicação Social da Prefeitura de Candeias do Jamari. No caso do Diretor, a pena é multa de 20 mil reais.

O ex-prefeito teve os direitos políticos cassados por 8 anos e também terá que pagar multa no valor de 08 mil reais. Não cabe mais recurso, já que Lucivaldo, segundo o TRE, teria perdido o prazo para defesa. 


Da Redação

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem