TJRO destina mais 112 quilos de recicláveis para cooperativa de Porto Velho


Material foi entregue para a cooperativa de catadores Catanorte
Porto Velho, RO - Mais uma ação integrada ao Plano de Logística Sustentável (PLS) do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia resultou na destinação de 112 quilos de resíduos recicláveis para a cooperativa de catadores Catanorte, que atua em Porto Velho. Parte desse material foi resultante da Campanha de Reciclagem de Plástico, que promove a adesão de servidores(as), magistrados(as) e demais colaboradores(as) do TJRO para separação, em casa, de plásticos limpos como embalagens de garrafas PETs e de produtos de limpeza. Mas a maior parte do material recolhido pelos cooperados foi de papelão e papel picado, oriundos dos processos de trabalho administrativos da instituição.

Segundo o Núcleo de Sustentabilidade, Inclusão e Gestão Socioambiental (Nages) do TJRO, a Campanha de Reciclagem de Plástico já acontece desde o ano passado no Fórum Geral da capital, e a adesão dos(as) servidores(as) à campanha tem sido muito boa, aos poucos o Poder Judiciário de Rondônia avança na destinação correta de resíduos recicláveis. Por isso, o Nages ampliou e agora a campanha se tornou fixa também no edifício-sede (os coletores foram instalados na garagem, próximo aos elevadores).

Além do estímulo para que o público interno entenda como fazer e qual seu papel no processo de implementação de práticas cada vez mais sustentáveis pelo Judiciário de Rondônia, o TJRO integrou iniciativas, que vão desde as compras e contratações, passando pela construção de novos prédios e pelas práticas e metas do dia a dia. Entre 2017 e 2020, o TJRO alcançou a diminuição de 31.025 centos de copinhos, sendo o uso de canecas e garrafinhas permanentes um hábito cada vez mais difundido nos ambientes de trabalho do Judiciário rondoniense.

O plano de ação do PLS do TJRO para a gestão sustentável dos copos descartáveis no Tribunal de Justiça de Rondônia tem como objetivo racionalizar o uso desse material no Judiciário e, como meta, reduzir o consumo anual em 20%, até dezembro de 2023.

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional TJ
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem