Reforma Tributária está na gaveta há 32 meses

Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco deu uma de joão-sem-braço ao elogiar Davi Alcolumbre por "destravar" a Reforma Tributária na CCJ. Foto: Senado

Porto Velho, RO
- Ao elogiar o padrinho Davi Alcolumbre (DEM-AP) pela “decisão” de fazer andar a Reforma Tributária na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o presidente roda-presa do Senado, Rodrigo Pacheco, deu uma de joão-sem-braço.

Ele se acha muito esperto. A proposta está na CCJ há 32 meses, quase três anos, e nesse período Pacheco se omitiu, deixando de exercer autoridade e até “liderança”, para tirar a PEC da gaveta a PEC que o País aguarda há décadas para atualizar o sistema tributário.

Contra o Brasil

O senador injustamente elogiado por Rodrigo Pacheco deve ter engolido a chave da gaveta, onde a PEC 110 foi trancada em julho de 2019.

Que se exploda


A avaliação dos senadores é que Pacheco nada fez para que a Reforma Tributária andasse em razão dos seus interesses eleitorais.

Perniciosos


Não há forma mais perniciosa de fazer política do que dificultar reforma essencial ao desenvolvimento do País. É o que essa gente tem feito.

Deve ter mofado


A PEC está trancada há tanto tempo pelo bolorento presidente da CCJ que o relator, Roberto Rocha (PSDB-MA), já nem era demandado.

Fonte: Por Cláudio Humberto
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem