Pacheco e Bezerra apoiam Aras após ataque de senadores da CPI

Senador Fernando Bezerra Coelho conversa com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco Foto: Jefferson Rudy
Porto Velho, RO - Os senadores Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente da Casa, saíram em defesa do procurador-geral da República, Augusto Aras, após sofrer pressão dos senadores da CPI da Pandemia para indiciar Jair Bolsonaro sob ameaça de passar por um impeachment.


Bezerra, que deixou a liderança do governo no último dezembro, fez um desagravo ao procurador, classificando a ação dos senadores como “intimidação” à Procuradoria. O documento foi endossado por Pacheco, autoridade responsável por autorizar um pedido de impeachment contra Aras.

Os senadores da CPI exigem que o procurador encaminhe à Casa uma decisão sobre o pedido de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro em uma lista de mais de 80 supostos crimes cometidos na gestão da crise da pandemia do novo coronavírus.

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) afirmou, nesta quinta-feira (17), que vai protocolar representação contra o vice-presidente da CPI, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), no Conselho de Ética, por pressionar a PGR a dar encaminhamento nas investigações contra Bolsonaro.

Fonte: DP Redação
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem