Sem título

O pré-candidato à Presidência da República do PDT, Ciro Gomes, e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD).| Foto: Reprodução/Redes sociais.

Porto Velho, RO - O pré-candidato à Presidência da República do PDT, Ciro Gomes, se encontrou neste domingo (6) com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), e palestrou para a equipe da prefeitura.

Após o evento, Ciro falou com a imprensa e fez críticas ao pré-candidato ao Palácio Guanabara Marcelo Freixo (PSB) e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O PDT e o PSD formaram uma aliança no Rio visando a eleição para o governo do estado e apostam em uma chapa única com Rodrigo Neves (PDT), ex-prefeito de Niterói, e Felipe Santa Cruz (PSD), ex-presidente da OAB, os dois estavam na reunião deste domingo com Ciro e Paes. Já o PT decidiu apoiar Freixo.

"Ele [Freixo] entrou no jogo do Lula. E não é um jogo sério pro Rio de Janeiro. É um jogo de carreirismo particularista. O Lula apoiou Sérgio Cabral a vida inteira. O Freixo não tem nem uma opinião sobre isso? Eu tenho", disse Ciro. Paes saiu do evento sem falar com a imprensa. Neste sábado (5), o prefeito do Rio criticou o apoio de Lula a Freixo dizendo que o petista adota uma postura de "salto alto" no estado.

"Hoje ele [Paes] tem uma delicadeza que respeito muito. Ele pertence a um partido que tem um candidato e tem compromisso com isso. Quero que o PSD tenha o tempo dele, mas gostaria muito de ter o apoio", afirmou Ciro.

O pedetista disse que é diferente de Lula em sua candidatura. "Não sou como o Lula. Lula está destruindo os partidos, o PSOL, PCdoB, PSB porque para o Lula tem que ficar o PT sozinho. O único partido progressista que resiste a isso é o PDT", apontou.

Fonte: Por Gazeta do Povo
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem