Festival de aumento para políticos de Ji-Paraná; e União Brasil é oficializado com comando de Marcos Rocha em Rondônia

A íntegra da coluna redigida por Sérgio Pires

CNBB SILENCIA SOBRE INVASÃO À MISSA, VEREADOR IDIOTA NÃO SE DESCULPA E PT DIZ QUE NÃO TEM NADA VER COM O ATO

Porto Velho, RO
- Carta aberta da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) “rejeitou fortemente as abomináveis agressões proferidas pelo deputado estadual Frederico D´Avila, no último dia 14 de outubro, da Tribuna da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo”.

De acordo com a CNBB, “ao atacar o Santo Padre, o Papa Francisco, a CNBB, e particularmente Dom Orlando Brandes, arcebispo de Aparecida, o parlamentar feriu e comprometeu a missão parlamentar, o que requer imediata e exemplar correção pelas instâncias competentes”. Na carta, enviada ao presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, a CNBB afirma que adotará medidas judiciais diante do “discurso medíocre e odioso, carente de lucidez, modelo de postura política abominável, que precisa ser extirpada e judicialmente corrigida pelo bem da democracia brasileira”.

A posição da CNBB contra o discurso realmente absurdo do parlamentar, foi emitida horas depois do lamentável episódio. Mas que não se estranhe, porque se sabe exatamente qual a posição político-partidária-filosófica da CNBB, um total silêncio contra a assustadora agressão sofrida por católicos, liderada por um petista. Com relação à invasão de uma igreja, em Curitiba, aliás, que é parte do que a CNBB deveria proteger também, nem uma só palavra dos bispos que compõem a Conferência Nacional. Aliada à esquerda e ao petismo, a CNBB, lamentavelmente, fechou os olhos e a boca, pela criminosa invasão de uma igreja católica por um grupo de baderneiros. Mais uma vez, é claro, a Conferência dos Bispos deixou claro que só tem um lado.

E todos sabemos qual o lado.

Já o vereador idiota, que deu um tiro no pé, causando enormes danos ao seu partido e ao seu candidato à Presidência, Lula (que, aliás, também se calou ante o episódio), continua dizendo que não fez nada demais. Cego por sua ideologia, afirma que os protestos pela invasão da igreja foram exagerados e maiores do que as mortes de pessoas negras. O energúmeno, até agora, não compreendeu a extensão do ato que liderou. Protestos de todas as partes (menos da CNBB) e exigência da cassação do mandato do tresloucado ativista do PT, são alguns dos temas com maior repercussão nas redes sociais e no noticiário, atualmente. Até o comando do PT nacional emitiu nota, não se desculpando e nem criticando o vereador, mas apenas afirmando que não tem qualquer ligação com a invasão da igreja.

Nota do partido diz que não tem nada a ver com a entrada do vereador Renato Freitas (PT) e de manifestantes ligados a ele, na Igreja do Rosário. De parte da Igreja Católica, o protesto maior foi do o bispo Dom José Peruzzo, da arquidiocese de Curitiba, que emitiu nota repudiando o ato. E foi mais longe, afirmando que “é fácil ver quem estimulou este ato”! O tiro no pé ainda vai ter muitas sequelas...

UNIÃO BRASIL É OFICIALIZADO SOB O COMANDO DE MARCOS ROCHA E JÁ CONTA COM 31 PREFEITOS E 51 VEREADORES

Desde a terça-feira, o partido que terá nas urnas o número 44, passou a ser reconhecido oficialmente pela Justiça Eleitoral. O União Brasil, surgido de uma fusão dos antigos DEM e do PSL, terá, certamente, ainda terá muitas dificuldades para se firmar nacionalmente, principalmente por suas representações estaduais. Em Rondônia, por exemplo, comandado pelo governador Marcos Rocha, o União Brasil será uma legenda com base conservadora, focada no liberalismo econômico e proteção da família. Mais que isso, o diretório estadual (imitando uma frase do próprio Presidente), será terrivelmente bolsonarista. No nosso Estado, o partido já nasce com 31 dos 52 prefeitos rondonienses, muitos oriundos do DEM e PSL, mas outros tantos que decidiram aderir ao nome de Rocha, na batalha pela sucessão estadual. Também 51 vereadores estão com ficha assinada com o União Brasil, uma sigla que, no Estado, já nasce muito forte. “O União Brasil conta com uma grande representatividade não só em Rondônia, como em vários outros Estados. Nossa missão, neste momento é aumentar a presença do partido no Congresso Nacional e garantir que Rondônia continue tendo voz e, principalmente, reconhecimento no cenário nacional”, afirmou Rocha, o presidente regional do União Brasil, confirmado num grande evento político, na reta final do ano passado, em Porto Velho.

OAB: MÁRCIO NOGUEIRA ASSUME A ENTIDADE EM GRANDE ENCONTRO NO TEATRO PALÁCIO DAS ARTES

A advocacia rondoniense começa, neste início da próxima semana, a viver uma nova história. Nesta segunda à noite, a partir das 19 horas, no Teatro Palácio das Artes, haverá uma grande solenidade de posse dos novos dirigentes da entidade, à frente o competente advogado Márcio Nogueira, eleito no final do ano passado, numa eleição das mais disputadas e que mobilizou os milhares dos profissionais da área, em todas as regiões do Estado. Márcio assume o comando da OAB, já está presente, além da sua sede na Capital, em mais 18 municípios, com sedes próprias. Ao participar do programa Papo de Redação, com os Dinossauros Beni Andrade, Everton Leoni, Sérgio Pires e o professor Jorge Peixoto, o novo presidente da Ordem fez um convite a todos os advogados, às autoridades e à população, para que participem do evento, que, certamente, mostrará, mais do que nunca, a união da categoria e a importância destes profissionais na nossa sociedade. Nogueira falou também sobre as eleições deste ano, acentuando que a OAB tem um compromisso público de ser uma instituição apolítica. Em Rondônia participará sim, mas como sempre o fez, com processos como aquele em que reúne os candidatos para que firmem um compromisso contra a corrupção. O presidente que será empossado oficialmente, também destacou o que considerou um excelente trabalho realizado por Elton Assis, que deixa o cargo depois de três anos. Nessa semana, aliás, os dois últimos presidentes (Elton e Andrey Cavalcante, que também deixou sua marca com um período de grande sucesso à frente da OAB), estiveram reunidos com Márcio Nogueira. Ambos, aliás, foram muito importantes no trabalho para a vitória da chapa de Nogueira, na acirrada disputa pelo comando da OAB.

EM JI-PARANÁ, FESTIVAL DE AUMENTOS PARA PREFEITO, VICE, SECRETÁRIOS E VEREADORES. JÁ O POVÃO...

Não caiu bem, claro, entre a comunidade de Ji-Paraná, o aumento autoconcedido por vereadores, mas que também beneficiou o prefeito Isaú Fonseca, que aliás, teve um reajuste de mais de quase 60 por cento, num momento em que os assalariados brasileiros lutam por, pelo menos, índices que corrijam a inflação. Fonseca recebe 13.416 reais e passará a por no bolso, com o aumento, nada menos do que 22.7891 reais. O pacote de bondades da Câmara Municipal da cidade beneficiou também o vice-prefeito, Joaquim Teixeira. Os secretários municipais igualmente têm aumento: de 9.100 para 11.665 reais, num percentual ao menos mais modesto, de um pouco mais de 28 por cento. Os nobres edis, claro, não deixaram de colocar um pouco mais de notas de 100 nos seus salários. Eles ganhavam 9 mil e no sistema de autoajuda, agora passam a 12 mil, corrigindo em cerca de 34 por cento seus vencimentos. Também foram ampliados os valores de diárias e, ainda, criados, pelo menos, mais 90 cargos comissionados. A principal alegação é de que não havia reajuste aos salários do Prefeito desde 2013. Mesmo assim, é claro que a decisão não caiu bem no meio da população, a maioria sobrevivendo com salários minguados e, alguns, sem reajuste há anos. Mas, como os políticos sempre contam com a má memória do povão, certamente isso também acabará caindo no esquecimento. Mas que é lamentável, é sim!

SEXTOU! E O INFERNO DA BADERNA, DA SUJEIRA, DOS PANCADÕES, COMEÇA A TOMAR CONTA DO CENTRO DE PORTO VELHO

Sextou! A chegada da sexta-feira, para milhares de pessoas, prenuncia um final de semana para descanso, paz, curtição com os amigos, um pouco de felicidade, enfim. Mas não para quem mora no centro de Porto Velho e algumas áreas adjacentes. Para estes, a chegada da sexta, do sábado e do domingo é prenúncio de barulho, baderna, sujeira nas ruas (quando não na porta das lojas e residências). Desde que começaram os Pancadões, morar no centro ou perto dele se transformou em mais um tipo de inferno. Já não bastam os drogados, os bêbados, os cuidadores de carros que ameaçam quem não quer pagar; não basta a baderna em que os grupos que vivem pela região há anos, causam, sem serem importunados. Sem policiamento, o centro da Capital se transformou na Terra de Ninguém. Quando a polícia age, raramente, prendendo alguém, o sujeito entra por uma porta da Delegacia e sai pela outra, para retornar ao mesmo lugar e fazer o mesmo: baderna; fazer as necessidades na rua ou na porta de lojas; encher as calçadas de lixo. Agora, uma multidão toma conta de uma área do centro, na rua José de Alencar, ao lado do Mercado Cultural, que, aliás, está sendo muito prejudicado com a zoeira e a bagunça, que tomaram conta do local. Antes, moradores do centro contavam os dias para a sexta-feira, para se divertirem, programar ida aos banhos, curtir um pouco a vida. Agora torcem para que este dia não chegue, porque a vida deles se transforma num verdadeiro inferno. Uma tristeza!

A ALEGRIA E OS CUIDADOS NA VOLTA DAS AULAS PRESENCIAIS EM 141 ESCOLAS DE PORTO VELHO

Mais de 45 mil estudantes, 5.600 professores e servidores; 141 educandários: a alegria das crianças voltou, com tudo, no sistema municipal de ensino em Porto Velho. Na quarta-feira, o vice-prefeito Maurício Carvalho, representando o Prefeito, que estava em Brasília, comandou a solenidade de retorno às aulas presenciais, pela grande maioria dos estudantes. Houve exceções de crianças com comorbidades que ainda não começaram com suas presenças na sala de aula. O evento foi marcado por muitos cuidados, claro que por causa da pandemia, mas também por momentos de alegria, reencontros, sorrisos e aquela gritaria que caracteriza a criançada. Maurício Carvalho, ao abrir o ano letivo na Escola Maria Francisca de Jesus Gonçalves, no bairro Jardim Santana, comemorou o recomeço das aulas presenciais, mas fez questão de sublinhar que este retorno foi feito com todos os cuidados necessários, já que o Coronavírus ainda está entre nós. A secretária Gláucia Negreiros lembrou que o ensino remoto ainda é possível, mas “somente aos alunos que apresentem algum tipo de comorbidade. A gente já conscientizou as famílias, pois o retorno presencial vem para sanar dificuldades de aprendizagem, que a Semed detectou em uma avaliação no final do ano de 2021”, explica.

ROCHA LEMBROU DOS PESADOS INVESTIMENTOS NA EDUCAÇÃO E A VALORIZAÇÃO DOS PROFESSORES

Também no Estado, o ano letivo começou com tudo. A abertura oficial ocorreu na escola Cora Coralina, em Ariquemes, com a presença do governador Marcos Rocha; do secretário Suamy Vivecananda; do presidente da Assembleia, deputado Alex Redano e várias outras autoridades. No Estado todo, nada menos do que 198 mil estudantes do ensino médio retornaram, presencialmente, desde a quarta-feira. Também na rede estadual, são superlativos os cuidados para que a pandemia não chegue nas escolas. As aulas retornaram simultaneamente em todas as 414 escolas estaduais, para os 198 mil estudantes, que iniciaram com aulas de forma totalmente presenciais, “respeitando as medidas de enfrentamento à Covid 19, como o álcool em gel, máscaras, aferidor de temperatura, locais para higienização das mãos e escolas sanitizadas. Todos os protocolos foram alinhados entre a Seduc e a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa)”, destacou o secretário Suamy. No retorno do ano letivo, o governador arcos Rocha deu boas vindas aos estudantes e professores e destacou os investimentos que seu governo tem feito na educação, incluindo-se aí a grande valorização dos professores. “Pagamos 76 milhões de reais em pecúnia e ainda 200 milhões de reais em abono, algo jamais visto”, enfatizou.

MESMO PERTO DA FALÊNCIA, CAERD ABRE 288 VAGAS EM CONCURSO PARA CONTRATAÇÃO POR UM ANO

São 288 vagas, com salários que podem superar os 4.800 reais. Quem oferece todas essas vagas, infelizmente, é uma empresa quebrada, que, se fosse privada, já teria falido e fechado suas portas há anos. A Caerd, estatal da água e esgoto de Rondônia, que durante décadas foi cabide de emprego de apaniguados políticos, mais recentemente passou a ser administrada corretamente, por um grupo de pessoas responsáveis, mas nenhum deles milagreiro. Porque para sanear (com o perdão do trocadilho) a Caerd, só milagre mesmo. Com uma dívida de mais de 1 bilhão de reais, a estatal se tornou um calo na estrutura do governo. Houve tentativas para que a companhia fosse privatizada, mas mesmo sendo oferecida a 1 real, com o comprador assumindo as dívidas, até agora não apareceu ninguém para topar o desafio. Os cargos oferecidos em edital que está disponível (https://cdn1.rondoniagora.com/uploads/noticias/2022/02/10/62050b91326c2.pdf), são para diversas funções técnicas em 32 cidades rondonienses, onde a Caerd está presente. As contratações dos aproados serão feitas por apenas um ano.

PERGUNTINHA

Você, que gosta de futebol, vai torcer neste sábado para que o Palmeiras seja mais um clube brasileiro campeão do mundo ou acha que o inglês Chelsea é que vai erguer a taça do Mundial de Clubes?

Fonte: Por Sérgio Pires
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem