Amir Lando e Daniel Pereira preparam pré-candidaturas ao Senado, futuro de Hildon será cumprir o mandato, por que não, uma parceria Jesualdo Pires-Yeda Chaves?

A íntegra da coluna redigida pelo jornalista Waldir Costa

Porto Velho, RO - Senador – Quem vem trabalhando firme e forte sua pré-candidatura à eleição é o ex-senador Amir Lando, do MDB. O experiente político foi um dos deputados constituintes de Rondônia e chegou a ministro da Previdência Social no primeiro governo Lula. Político dos mais experientes do Estado com passagens pela Assembleia Legislativa, Câmara Federal e Senado, Lando trabalha visando uma pré-candidatura nas eleições gerais de outubro do próximo ano. A meta de Amir Lando é retornar ao Senado Federal e, já vem trabalhando seu nome para que seja homologado nas convenções partidárias (20 de julho a de agosto), que definirão os candidatos que concorrerão a cargos eletivos em outubro próximo.

Pereira – O superintendente do Sebrae-RO, Daniel Pereira, que preside o Solidariedade em Rondônia organiza o partido para as eleições deste ano. Em recente contato com a coluna, disse que os membros do partido já estão preparados para enfrentar as urnas e que a meta é eleger ao menos dois deputados estaduais e um federal. Pereira tem pretensão de disputar a única vaga ao Senado, das três que cada Estados e Distrito Federal têm. O Solidariedade está fechado com o PT e o PSB e existe a possibilidade de Daniel Pereira concorrer à sucessão estadual. No RONDÔNIA DINÂMICA está postada entrevista, onde Pereira analisa o momento político de Rondônia, inclusive fala sobre seu sucessor, o governador Marcos Rocha.

Fora – A cada dia fica mais remota a possibilidade de o prefeito-reeleito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB) concorrer à sucessão estadual nas eleições deste ano. Pessoas mais próximas do prefeito garantem, que a meta da administração municipal é tocar avante os projetos urbanos e rurais e concluir as obras em execução. Hildon é novo na política e iniciou a vida pública nas eleições a prefeito de 2016, quando a 15 dias da votação no primeiro turno não tinha conseguido atingir dois dígitos nas pesquisas, honestas, realizadas na época. Na abertura das urnas Hildon foi para o segundo turno com Léo Moraes, hoje deputado federal e presidente regional o do Podemos e se elegeu sem dificuldades no segundo turno. Foi um fenômeno eleitoral.

PSB/PT/Solidariedade – Com a confirmação das federações e o acordo entre PT, Solidariedade e PSB em Rondônia a possibilidade de uma dobradinha das mais respeitáveis na disputa pelo governo do Estado, fica inviabilizada. Hoje o político sem mandato com maior força no interior do Estado é o ex-prefeito de Ji-Paraná (dois mandatos consecutivos) e ex-deputado estadual, Jesualdo Pires, do PSB. Foram mais de 195 mil votos ao Senado em 2018. Hoje é o nome forte do interior. Uma parceria com a primeira dama de Porto Velho, Yeda Chaves, que também nunca enfrentou as urnas seria uma dupla difícil de ser superada. Yeda não estaria filiada a nenhum partido político, mas o marido está deixando o PSDB para se filiar ao PSD, presidido pelo deputado federal Expedito Netto, que dificilmente aceitaria uma parceria com o PSB e PT.

Jaru – A deputada estadual e presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa (Ale), Cássia Muleta (Podemos-Jaru) esteve participando, esta semana, de encontro em Porto Velho, com a ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos e com o senador Marcos Rogério (PL-RO). A deputada Cássia Muleta garantiu para Jaru e outros municípios a aquisição de veículos de pequeno porte para atender os Conselhos Tutelares, inclusive da capital, Porto Velho. Graças a recursos de emendas parlamentares de Cássia e do senador Marcos Rogério será possível atender os conselhos tutelares nos municípios.

Respigo

Chove em boa parte de Porto Velho desde as primeiras horas da manhã. A temperatura chamou a atenção, pois por volta das 14h, era de 24 graus +++ Quem está acostumado aos termômetros sempre perto dos 30 graus, estranhou. E muita gente circulou pela cidade utilizando blusas e japonas, vestimentas raras em Rondônia devido a “friagem” repentina +++ As chuvas intensas em Rondônia dos últimos dias preocupam. Em Ji-Paraná a Defesa Civil expediu comunicado alertando para o nível do rio Machado, que corta a cidade, que está com 10,44 metros de profundidade +++ Em Pimenta Bueno várias casas em diversos bairros estão inundadas devido ao transbordamento dos rios Barão de Melgaço e Pimenta Bueno. Famílias estão sendo abrigadas no ginásio de esportes e o Corpo de Bombeiros e Defesa Civil estão dando toda a assistência aos desabrigados.

Fonte: Por Waldir Costa/Rondônia Dinâmica
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem