Nem o CNJ sabe custo do auxílio-moradia de juízes

CNJ apenas “estima” que cerca de 1% deles recebem o benefício. Ainda assim, seriam quase R$1 milhão por mês na conta do pagador de impostos. Foto: Gil Ferreira/Agência CNJ

Porto Velho, RO - O Conselho Nacional de Justiça admitiu a esta coluna que não sabe quanto custam os auxílios-moradia pagos a juízes. São mais de 18 mil magistrados, e o próprio CNJ apenas “estima” que cerca de 1% deles recebem o generoso benefício.

Ainda assim, seriam quase R$1 milhão por mês na conta do pagador de impostos brasileiro. Deputados federais e senadores também recebem o auxílio, mas ao menos o Congresso mantém contabilidade dos gastos: R$5,4 milhões em 2021.

Sem descontos

Ao contrário do salário do trabalhador, auxílio não tem recolhimento de imposto. São R$4.377 por mês de “rendimentos não tributáveis”.

Esquema forte

Além de não incidir imposto de renda, os R$ 4,3 mil recebidos como auxílio-moradia não contam para efeitos do teto constitucional.

Legislativo x Judiciário

Na Câmara dos Deputados, por exemplo, o valor do auxílio-moradia é pouco menor: R$4.253 por mês. No Senado são R$5,5 mil por mês.

Que situação

A Câmara tem 104 deputados que levaram R$5,3 milhões em 2021. No Senado, só Alessandro Vieira e Jaques Wagner têm auxílio: R$132 mil.

Fonte: Por Cláudio Humberto
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem