Seagri promove encontro com produtores de grãos para debater cooperativismo no Vale do Jamari

 

Cooperativismo foi tema de encontro com produtores rurais em Ariquemes.

Porto Velho, RO - Com o propósito de apresentar a forma de atuação do cooperativismo aos produtores de grãos do Vale do Jamari, em Rondônia, a Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), promoveu na quarta-feira (15), o ‘I Encontro sobre Cooperativismo do Vale do Jamari’, no auditório da Associação Comercial e Industrial (Acia), em Ariquemes.


O evento contou com a participação de representantes de cooperativas de produção e de crédito, além do presidente da Cooperativa Mista Agro Industrial da Amazônia (Copama), de Vilhena, Fabio Andreazza, o qual explanou sobre os resultados obtidos com a produção de grãos na Região do Cone Sul do Estado.

Para o secretário de Estado da Agricultura, Evandro Padovani, o encontro atende os anseios dos produtores de grãos da região, que enxergam a necessidade de atuação em um formato de cooperativa.

“A Seagri e o Governo do Estado são grandes incentivadores do associativismo e cooperativismo. Promovemos esse encontro e convidamos alguns parceiros, como a Copama, que é uma cooperativa que está em franco desenvolvimento no Estado, para fazerem a apresentação de um novo modelo de cooperativismo. 

Temos que fortalecer as cooperativas que já existem e esperamos que em um futuro próximo, a Copama possa abrir uma filial na região do Vale do Jamari para atender os produtores de soja, milho e arroz”, destacou.


Cooperativismo moderno foi apresentado aos produtores de grãos do Vale do Jamari

O diretor-presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater), Luciano Brandão, acredita que o cooperativismo será um grande fator para o desenvolvimento do agronegócio em Rondônia. 

“É um modelo que está avançando bem, seja para o produtor de pequena, média ou grande propriedade, pois facilita não só a comercialização e exportação dos produtos, como também auxilia na compra de insumos de uma forma mais organizada e mais barata, além de facilitar o acesso ao crédito rural e no licenciamento ambiental”, comentou.

Atento aos assuntos abordados durante o encontro, estava Antônio Carlos Vidotto, que é produtor rural e secretário de agricultura do município de Monte Negro. “Vamos levar aos outros produtores, sobre a importância da cooperativa, principalmente no acesso aos implementos e insumos. É mais complicado o produtor conseguir tudo sozinho. 

Hoje temos muitos produtores interessados no ramo, mas não conseguem viabilizar sozinhos a produção. Acredito que a cooperativa trará mais benefícios, seja na geração de renda para o próprio produtor, como também para o município e Estado”, contou.

Fonte: SECOM, 17/12/2021
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem